Raquel Dodge não participa de debate entre procuradores que pleiteiam seu cargo


O último debate entre os procuradores federais que buscam um lugar na lista tríplice para o cargo de procurador-geral da República, nesta manhã, foi marcado pela ausência da atual detentora do cargo, Raquel Dodge.

O evento aconteceu no auditório do Conselho Superior do Ministério Público Federal, que fica no mesmo andar e a poucos metros do gabinete de Dodge. 

Ela se movimenta nos bastidores para ser reconduzida ao cargo pelo presidente Jair Bolsonaro.

A votação dos cerca de 1,2 mil procuradores da República para a escolha dos nomes que integrarão a lista acontece na próxima terça-feira.

6 comentários:

Anônimo disse...

Tu tá fazendo greve de postar os comentários Políbio?

Anônimo disse...

Mas na época do PT escolhiam quem queriam.

Anônimo disse...

BELLA CIAO !!!

Anônimo disse...

Quem compõem a lista são Procuradores de Carreira, ou CC procurador?

Pois os Municípios estão abarrotados de procuradores providos por comissão, CC, desempenhando atribuições de advogado municipal. E a Constituição é clara, cargos de confiança, são para direção, chefia e assessoramento. Portanto não poderiam ser usados para atribuições de carreira, exclusivas para cargos de provimento efetivo, ou seja, via concurso público.

Mas passam por cima da constituição e dizem que o procurador CC pode advogar para o ente público. Enfim, dois pesos e duas medidas, e a constituição sendo rasgada a todo momento.

Não vemos médicos CCs, não vemos engenheiros CCs, não vemos enfermeiros CCs, ... mas vemos advogados CCs advogando e representando o ente público em juízo e extra judicial, emitindo pareceres jurídicos, etc...

Cargos de carreira tem que serem providos por concurso, menos para procurador jurídico.

Por isso temos Ministros do Supremo nomeados no canetaço, sem passarem por concurso algum.

Anônimo disse...

Tem procuradores CC fazendo carreira nos órgãos públicos.

Justiniano disse...

Ela pisou na bola ao criticar Bolsonaro que era contra a lei de crime racial por homofobia.
Já subiu no telhado e vai cair, não será reconduzida com certeza, já mostrou sinais claros que sintoniza mais com a banda podre do STF do que com a equipe da lava jato.

Bolsonaro não simpatiza com a rachel.