Maia anula convocação provocativa de Sérgio Moro

Atendendo pedido da deputada Carla Zambelli, PSL, o Partido de Bolsonaro, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, anulou nesta sexta-feira a convocação do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, aprovada na quinta-feira, por unanimidade, pela Comissão de Legislação Participativa da Casa. O ministro foi convocado para explicar as medidas do pacote anticrime e anticorrupção, além do decreto sobre a posse de armas. O formato do pedido obrigaria o ministro a comparecer.

A medida favorece o governo.

A convocação foi uma provocação.

Segundo o despacho de Maia que contém a decisão, a comissão não poderia convocar o ministro, pois "não tem um campo temático limitado ou restrito a determinado assunto como as demais comissões".

3 comentários:

Anônimo disse...

Reinaldo Azevedo ( O antigo Reinaldo) já dizia que Maia era um traidor que havia sido picado pela mosca azul do poder.Temer vivia com uma faca cravada nas costas.Maia é um mau caráter, sem duvidas.

Anônimo disse...

Mas se o Ministro fosse convocado e comparecesse, iria desmoralizar esses desqualificados. O dep. Maia salvou-os da própria mediocridade.

Anônimo disse...

Claro que Maia fez isso...
Se não o juizinho treinado pela CIA prenderia de novo seu sogro!
Assim garantiu impunidade para o gato angorá da planilha da Odebrecht, só Bolsominion débil mental que não enxerga.