Motoristas do Uber, Porto Alegre, saem em carreata de protesto a partir das 8h

Pelo menos 100 motoristas de aplicativos do tipo Uber programaram protestos a partir das 8h, daqui a pouco, em Porto Alegre. Haverá carreata pela cidade.

Eles querem mais segurança.

Nas últimas duas semanas, dois motoristas foram assassinados por ladrões.

A concentração já ocorre no largo da Epatur.

Os serviços de aplicativos poderão estar prejudicados durante o dia, já que os motoristas propõem não atender ninguém até meia noite.

4 comentários:

Anônimo disse...

E segue o baile! A maioria dos brasileiros ainda não acordou e continua achando que a violência se resolve apenas com POLICIA NAS RUAS AOS BORBOTÕES. E vai demorar quanto tempo para descobrirem que a policia é feita para prender e a justiça no Brasil é feita para soltar, destruindo os trabalhos da policia??? E o velho CÓDIGO PENAL segue sua saga carniceira, que é MATAR, MATAR, SEMPRE MATAR, para gáudio de advogados e juízes corruptos, para os quais estas mortes não podem parar, pois quanto mais mortes, MAIS PROCESSOS E MAIS LUCROS! A REDE GLOBO cansou de ensinar que "dar abraços coletivos em prédios" é a maneira correta e pacífica e eficaz de protestos para sensibilizar criminosos. Até agora o IBOPE ainda não mediu os resultados desta grande estratégia, mais os resultados são visiveis nas ruas com ou sem IBOPE.
Está mais do que na hora de exterminar o velho e sanguinário CÓDIGO PENAL e criar outro código decente, humano, para que cada um ocupe os seus devidos lugares na sociedade: os bandidos na cadeia e os cidadãos honestos livres deles!

Anônimo disse...

me desculpem, mas não vejo o que o poder publico possa fazer...

não ha, obviamente, como colocar um policial em cada esquina para vigiar as centenas, talvez milhares, de corridas que todos os motoristas desses aplicativos fazem diariamente...

e ainda ha os taxistas...

o problema é que o modelo de negocio não é compatível com a realidade agressiva e violenta dos países do terceiro mundo, tornando os motoristas, cuja posição estratégica dentro do automóvel é muito frágil, extremamente vulnerável...

nem mesmo entregando-lhes o direito de portar uma arma solucionaria o caso, ja que, como disse, o motorista vai estar sempre em posição desvantajosa, pois o bandido conta com o fator surpresa...

pra países de terceiro mundo as soluções são sempre as mais "medievais" possíveis, como isolar o motorista numa espécie de cabine blindada de sobrevivência, o que, obviamente, também deve ser muito caro...

não vejo outra maneira de preservar a vida desses trabalhadores...

cada corrida atendida torna-se um risco, uma verdadeira arapuca...

Anônimo disse...

A única coisa que essas bestas vão conseguir é trancar o trânsito e, em função disso, despertar a raiva da população. Não tem coisa mais idiota do que fazer passeata, carreata ou o que quer que seja, contra a violência, ainda mais atrapalhando a vida alheia. Esperam que seja feito o quê? Colocado um brigadiano dentro de cada UBER? Já passou da hora de criminalizar a conduta de trancar vias de trânsito, tática, aliás, que é usada pelos terroristas do MST, CUT e outros.
O problema da bandidagem não é só dos motoristas de aplicativos, mas sim de toda a população, e as autoridades responsáveis já estão carecas de saber disso. O único efeito de um protesto, repito, será atrapalhar quem tem que se deslocar para o trabalho, e nada mais.

Anônimo disse...

Seguindo a logica capitalista, eles querem exigir segurança como contrapartida do que? Uber não paga imposto ao município. Aliás, uber nem paga imposto.