Jungmann defende Exército no caso dos documentos da CIA

O ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, ex-PCB e ex-PPS, defendeu hoje o Exército diante dos ataques desfechados em função da revelação de arquivos da CIA, nos quais o regime militar é apresentado como assassno de opositores.

"As Forças Armadas são ativo forte e democrático da Nação", disse Jungmann, falando aos jornalistas.

O ministro afirmou que o governo não sabe nada oficialmente sobre os arquivos da CIA.