Juíza manda prender ex-vereador do PT que tentou matar manifestante diante do Instituto Lula

Os dois petistas avançam para matar.

A juíza Débora Faitarone, 1ª Vara do Júri de São Paulo, decretou a prisão preventiva do ex-vereador de Diadema Maninho do PT e de seu filho, Leandro Marinho, informa Fausto Macedo.  Segundo a juíza, o petista e seu filho “Não podem permanecer em liberdade após a prática de um crime doloso contra a vida, praticado de maneira tão covarde”.

Os dois são acusados de tentativa de homicídio duplamente qualificado – “por motivo torpe e por dificultar a defesa da vítima” – contra Carlos Alberto Bettoni em frente à sede do Instituto Lula em 5 de abril, dia em que Lula teve a prisão decretada.

Maninho e o filho empurraram o empresário contra um caminhão que passava na rua. Bettoni teve traumatismo craniano e passou 22 dias internado.