Saldo da balança de pagamentos foi de novo positivo em março, diz Banco Central


O saldo em transações correntes foi positivo em US$ 798 milhões em março, de acordo com os dados divulgados ontem pelo Banco Central. 

O resultado foi superior à mediana das expectativas do mercado, que apontava para um déficit de US$ 100 milhões. 

O saldo é resultado de um superávit da balança comercial, de US$ 6,0 bilhões (impulsionado pelo forte desempenho das exportações), compensando os saldos negativos de serviços, de US$ 2,8 bilhões, e de renda primária, de US$ 2,6 bilhões. Na conta financeira, o fluxo de investimento direto no país (IDP) registrou ingresso de US$ 6,5 bilhões, superior aos US$ 4,5 bilhões esperados pelo mercado. A taxa de rolagem da dívida externa de longo prazo ficou em 65%. 

Nos últimos doze meses, o déficit acumulado em conta corrente chegou a US$ 8,3 bilhões (equivalente a 0,41% do PIB), enquanto o ingresso de IDP acumulou US$ 64,3 bilhões (3,13% do PIB), o que mostra um quadro muito favorável das contas externas.

Nenhum comentário: