Opinião do editor - OAB do RS segue luta judicial contra o tarifaço da CEEE

Embora a Justiça Federal tenha negado a tutela de urgência para cancelar o estúpido aumento de 30% nas tarifas de energia elétrica aplicado pela CEEE, a OAB do RS decidiu que seguirá no procedimento judicial.

A OAB do RS realiza corajosa batalha judicial para proteger os interesses dos consumidores gaúchos, atacados por um tarifaço elaborado com base em equação inexplicável e explicações sem transparência nenhuma.

CEEE, Aneel e Agergs devem explicações mais inteligentes e inteligíveis ao RS.

A Justiça Federal negou tutelas antecipadas, mas foram decisões monocráticas que precisam ser submetidas ao crivo de exames de mérito.

7 comentários:

Cap Caverna disse...

Assim qualquer burro governa. Falta dinheiro, ao invés de reduzir despesas, aumentar a produção, e reduzir as perdas de energia, aumentam os preços! Estamos muito mal de governantes, pois tiraram uns fdp, mas ficaram outros, tão ou mais safados. conclusão: só mudaram as moscas!

Anônimo disse...

OAB lembra o filme O BELO ANTONIO

faz alguma coisa?

só apoia os petralhas e foras da lei

OAB NEM FEDE NEM CHEIRA

Anônimo disse...

OAB? Que vergonha! Porque a CEEE cobra menos do que as outras Concessionárias? OAB deve explicar.

Anônimo disse...

A OAB é sempre foi uma defensora dos petralhas.

Anônimo disse...

Bando de canalhas. O Henrique Meirelles, que segue a mesma linha de pensamento, ou seja, a solução é aumentar impostos, ainda quer candidatar-se a presidente. E tem energúmeno que votará nele.

Anônimo disse...

Ao editor: Pq a OAB acha um absurdo o aumento de 30% da CEEE, e não fez nada com os aumentos da RGE?
A RGE é a empresa que mais leva dinheiro no estado e o retorno é minimo, pois qualquer dia de chuva sempre é no minimo 2 dias sem luz, as vezes chega a 1 semana.
Gostaria de saber essa opinião do Editor, não somente da CEEE e sim as outras empresas de energia, pois neste blog só fecho falar em CEEE e CEEE.
Eu que dependo da RGE, ninguem defende?
Aguardo sua opinião editor.

Anônimo disse...

Tá difícil continuar vivendo no RS, tudo é mais caro, ICMS, Energia, IPVA, água, tudo devido a imcopetência de uma sequência de governos.