Temer acata votação do Refis, contrariando Meirelles e Receita Federal

O presidente Michel Temer cedeu às pressões do empresariado e de uma boa parte da Câmara e, às vésperas da votação da segunda denúncia da PGR, decidiu contrariar o Ministério da Fazenda, aceitando votar um texto alternativo para a medida provisória (MP) do programa de parcelamento de dívidas tributárias (Refis) ainda esta semana

O ministro Henrique Meirelles é contra.

A Receita Federal sempre foi contra qualquer tipo de Refis.

5 comentários:

Anônimo disse...

comentário simples para uma roubalheira desse tamanho, não achas editor hipócrita??? faça um exercício de imaginação e se o presidente que fizesse tal safadeza fosse do pete....qual seria seu comentário???? mas como é do teu pmdbosta....hipocrisia é o mal do século....

Anônimo disse...

BOMBA
RECIBOS APRESENTADS PEA DEFESA DE LULA TEM DATAS FALSAS
LEIAM LA NA FOLHA POLITICA

Anônimo disse...

É por aí que vai NOSSO DINHEIRO.
Está justificado o aumento do ROMBO FISCAL.

Anônimo disse...

O que quer dizer VORTAÇÃO?

Anônimo disse...

Pois é, é duro ter de pagar a quadrilha do Congresso para não ser preso, né Temer. Enquanto isso acaba com a economia do pais. Vagabundo!!
Esther