"Caso Varig" já está nas livrarias

O livro de 408 páginas já está nas livrarias de Porto Alegre e do Brasil.


A obra foi escrita pelo comandante Marcelo Duarte Lins, que, além de uma experiência de 18 mil horas de voo, lutou diretamente pela sobrevivência da companhia quando ocupava o cargo de diretor administrativo e financeiro da Associação de Pilotos da Varig (Apvar).

A companhia gaúcha foi liquidada pelo governo federal.


Em 408 páginas, organizadas em seções que fogem do tom burocrático do tema, ele apresenta declarações reveladoras para tratar da difícil trajetória de milhares de pessoas que enfrentaram a falência da empresa. “Caso Varig – A história da maior tragédia da aviação brasileira” também explica, por meio de depoimentos, arquivos e documentos, algumas das decisões políticas que levaram a companhia à crise, apresentando um passo a passo do apogeu à queda.

8 comentários:

DS disse...

Políbio. Esta é minha previsão do Brasil dentro de no máximo 45 dias.

Em janeiro cheguei a esta conclusão mas me recusei a aceitá-la.
Mas depois dos fatos desta semana, com esta tentativa suja e mal caráter de melar a lavajato, o golpe do teori e o vazamento da lista de políticos, mais o que li sobre a UFSM, uma frase de ódio pichada na parede há mais de dez anos "burguesia, ninguém terá compaixão de seus órfãos" me tiraram qualquer esperança de uma resolução pacífica e democrática da situação atual. Melhor dizendo, me enganava achando que tudo se resolveria dentro do estado democrático de direito, respeitando as leis mas não é o que acontecerá.
A estrema esquerda, os comunistas tem ódio pela democracia e desprezo por qualquer opinião divergente. Nas palavras do presidente do PCB a solução do país é prender, amarrar as mãos nas costas e dar um tiro na cabeça dos conservadores, só assim eles aprenderão. E quem são os conservadores? Qualquer um que ele disser que o é.

Agora que já aceitei a realidade te direi o que penso que ocorrerá neste país nos próximos 30 no máximo 45 dias.
Primeiro, a mentira do golpe será repetida cada vez mais alto, o discurso do ódio se exarcebará e as ameaças de revide, agressão e de luta armada se tornarão mais comuns.
Acontecendo o impeachment, o PT, o governo, o Lulla e a Dilma não o aceitarão. Dirão que é golpe, que já vinham alertando isso, que setores "democráticos" reagirão a ele. O PT concluirá dizendo não reconhecer o processo de impeachment, que foi ilegal e que NÃO VÃO SAIR DO PODER. "O Poder é tudo, todo o resto é ilusão" Lênin.

Foi o que aconteceu no Paraguai, processo de impeachment, presidente não reconheceu e disse que não sairia, forças armadas o forçaram a sair e os governos bolivarianos(comunistas ou proto comunistas) Brasil junto não reconheceram o processo de impeachment, afastaram o Paraguai do Mercosul e gritaram golpe. Sim os governos controlados pelo Foro de SP foram os únicos no mundo que não reconheceram o governo paraguaio.

A diferença é que o Brasil é grande e muito importante para ser perdido. Quem financia boa parte dos bolivarianos somos nós brasileiros com o dinheiro de nosso impostos e se eles perderem o Brasil ficarão na pindaíba. Atrás de Bolívia e Venezuela que já fizeram ameaças veladas estão Rússia e China (hoje a maior e mais agressiva não imperialista). Eles tem muitos interesses na região principalmente por causa dos minérios. A China já "comprou" muita coisa aqui e não abrirá mão deles.

Finalmente, com a recusa dos PTistas de sair do poder ou as Forças armadas entram na jogada ou eles não sairão. E com a presença das FFAA aí que a situação ficará perigosa, pois reagirão. Com MST, MTST, estudantes(sempre massa de manobra)com jornalistas pixulecados gritando as "injustiças" sofridas pelo PT e xingando os "golpistas".
Creio que acontecerá lutas armadas. Espero estar errado mas é este o quadro que vejo. Quando se lida com pessoas que não te respeitam pelo fato de vc pensar diferente, que não aceitam visões diferente de mundo pois eles são o "bem" e estão certos, logo vc é o mau e esta errado. Com este tipode gente, conversa civilizada só ocorre quando eles não tem armas e nem poder, se eles o tiverem então não existe conversa.

Recomendo a todos fazer estoque de alimentos, papel higiênico, ter dinheiro em mãos e quem tiver armas comprar o máximo de munição para se defender.
Nos anos 60 eram só os grupos terroristas brasileiros, hoje são muitos contra o Brasil.

Se o impeachment sair é isto o que ocorrerá, caso o impeachment não ocorra aí acontecerá a vingança e tb não sairão do poder.
Resumindo, a busca da esquerda é o poder pelo poder mais nada. Não sairão se não houver o povo decidido nas ruas. Alguns grupos extremistas não aceitarão o povo e dirão que são nazistas, racistas e usarão o discurso vitimistas e de ódio para justificarem seus atos. Se não houver vontade de ferro por parte da população nós é que seremos as vítimas.

Anônimo disse...

Se não tiver o nome de Jose Dirceu tem as suas impressões digitais.

Anônimo disse...

O mentor da destruição da Varig foi o calhorda do Zé Dirceu. Se vingou devido a Varig ter apoiado os militares em 64. Criou a a Anac e deu no que deu, acidente da Tam e o ultimo com ex da Vale.

Joel Robinson ex-variguiano.

Anônimo disse...

Soberania paraguaia
Brasil 24.03.16 10:40

O Paraguai se recusou a assinar o comunicado que está sendo elaborado no Mercosul e na Unasul em apoio ao governo corrupto de Dilma Rousseff, que entrega a soberania brasileira ao achincalhe internacional ao estimular ingerências.

"No intervendremos en los asuntos internos de los países", disse o vice-chanceler paraguaio Óscar Cabello. (oantagonista)

Anônimo disse...

Ouvi uma entrevista do autor e parece bem interessante o livro, ainda mais porque a destruição da Varig passou pelas mãos da atual quadrilha no Poder.

Anônimo disse...

A Varig foi criminosamente quebrada por Dirceu e Dilma, a soldo da TAM.
Vigaristas !

Anônimo disse...

Em telefonema q tá abafado....lula xinga pobres chama de favelados e diz q precisa é de empresários,telefonema dele tá no portal pensa brasil

Anônimo disse...

Diz-se que a Varig sucumbiu à sombra da Pannair do Brasil. Destino cruel para quem teria sido cruel como Ruben Berta. Êle seria o Marcelo Odebrecht da aviação Nacional, assim como, os milicos do poder, seriam o Lula...Afinal o que ocorreu em Paris em um campo de cebolas e pouco depois, num vôo para Tóquio sôbre as Marianas no Pacífico! Jamais saberemos!...Mas eu apreciava voar pela Varig, Varig, Varig!!!Ah! Que serviço de bordo!!!...