Na ânsia de fazer caixa, governo volta a cobrar IR de valores baixos enviados ao exterior

Na calada da noite, sem qualquer alarde ou anúncio oficial, o governo federal decidiu não renovar a isenção de imposto de renda para envio de pequenas quantias de dinheiro ao exterior.

Desde há cinco anos, remessas para fins pessoais, no valor de até R$ 20 mil, estavam isentas de impostos.

Agora, brasileiros ou empresas que precisarem enviar dinheiro para fins turísticos, educacionais ou de quaisquer serviços para fora do país, naquele limite, terão de pagar 25% de IR.

5 comentários:

Anônimo disse...

Ladrões,nada mais do que isso!

Anônimo disse...

Eta governo BURRO, é só procurar uma casa de cambio amiga, compra dólar em real, paga 1 a 2%, (TAXA) e ele entrega onde quiser, ou te dão um cheque nominal para sacar no Banco local, do morador, estudante ou Turista, só eles é que não sabem.

Anônimo disse...

Patria Educadora kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Unknown disse...

Voracidade irrefreável por impostos. Cortar gastos, só quando interessa, como no caso dos cortes orçamentários da polícia federal, que já tem delegacias sem poder pagar conta de luz, água e telefone? A Lava Jato mete medo nessa gentalha.

Emmanuel disse...

É o que eu digo: precisamos arrancar esse governo de suas confortáveis cadeiras.