Apesar da prisão domiciliar, o dono da UTC quer mais. Ele ameaça fazer delação se não conseguir anistia ampla, geral e irrestrita.

A jornalista Mônica Bérgamo revela na sua coluna da Folha, edição de hoje, que o empreiteiro Ricardo Pessoa, da UTC, deve retomar as conversas com o Ministério Público Federal no Paraná para fechar acordo de delação premiada na Operação Lava Jato.

Seria uma nova leva de pressões sobre Lula, PT e governo Dilma, buscando a anistia.

Leia:

A decisão do STF (Supremo Tribunal Federal), de que Pessoa fique em prisão domiciliar, não altera substancialmente a disposição dele de retomar as conversas com os procuradores, como se imaginava. A diferença agora é que, fora da cela, ele poderá negociar submetido a uma pressão menor.

ENCONTRO MARCADO

A tensão, no entanto, continua. Apesar de solto, Pessoa já responde a dois processos, por lavagem de dinheiro e corrupção. Um deles, em fase avançada, de interrogatório, pode ter sentença definida pelo juiz Sergio Moro em cerca de dois meses. Mais dois processos devem ser abertos em breve –um deles, por cartel.

2 comentários:

Anônimo disse...

COMO LULA E OS PETRALHAS MANDARAM O STF SOLTAR ELES, AGORA VÃO COMEÇAR CADA VEZ A PEDIR MAIS

Anônimo disse...

Intão, STF, corre lá e dê anistia A.G. e I. prele, sinão ele conta tudim i o ômi, chefe doceis, si ferra!!!!!!!!!!