Saiba por que o eleitor não correrá o risco de encarar Luciana Genro como candidata a presidente do Brasil

A entrevista a seguir é do site www.brasil247.com.br de hoje. O entrevistado é o senador Randolfe Rodrigues, do Amapá, o mesmo que levou alguns tapas do deputado Jair Bolsonaro há apenas três meses. Ele conta de que modo derrotará Luciana Genro na disputa dentro do PSOL.

 Domiciano Gomes _Amapá 247 - O senador amapaense Randolfe Rodrigues (PSOL) acaba de anunciar que é pré-candidato à Presidência da República. Seu nome deve ser lançado oficialmente no próximo dia 15 de novembro. Em entrevista exclusiva ao 247, o parlamentar afirmou que deverá disputar o posto de candidato internamente com a ex-deputada Luciana Genro, mas acredita que, no momento, tem o apoio da maioria dos delegados do partido.

Leia abaixo os principais trechos da conversa:
247 - Senador, o seu partido aguarda sua definição sobre a possibilidade de concorrer à Presidência da República. Já o diretório do partido no Amapá debate seu nome ao governo do Estado. O senhor já tomou essa decisão?
Randolfe Rodrigues – No próximo dia 15 de novembro, deveremos realizar um ato, mas por enquanto estamos definindo o local, se será em Brasília ou Rio de Janeiro. Esse ato será de lançamento da nossa pré-candidatura à Presidência da República.

Existe consenso dentro do PSOL em relação ao seu nome?
Não. Existe também o nome da ex-deputada federal Luciana Genro. Não é um nome apoiado pela maioria do partido, mas vamos resolver isso no congresso do PSOL. Eu espero que possamos avançar o quanto antes  para chegarmos a um consenso. Do contrário, será decidido mesmo no Congresso Nacional do Partido nos dias 29, 30 e 1º de dezembro, através da maioria dos delegados presentes.

O senhor já tem o apoio da maioria dos delegados?
De acordo com as contas que nós temos no processo preparatório da eleição de delegados ao congresso nacional, posso dizer que sim.

4 comentários:

Anônimo disse...

Sr Polibio Braga

Deveríamos perguntar a esse senador se os black bloc irão na festa.
Parabéns senador,o senhor tem uma tropa de choque e tanto.
Saudações

Anônimo disse...

É uma competição de atraso, e os participantes são fera.

Anônimo disse...

Políbio,

Vamos fazer uma campanha para que ela se candidate. Precisamos de algum motivo para rir nesse Bananão.

Herminio Azambuja disse...

quantos mais melhor, para dar segundo turno.. não voto nele, mas apoio