Pesquisa mostra força do Facebook em Porto Alegre. 85,9% saem às ruas por melhorias na gestão e na ética pública do Brasil.

A enorme força da Internet revelou-se nesta pesquisa do Instituto Methodus, já que 62,12% dos entrevistados revelaram que souberam das manifestações pelo Facebook, 22,2% pela TV, 21,8% pela Internet em geral, 18,6% através de amigos, 9% via rádios e 8% pelo Twitter. Nestas respostas, foram admitidas múltiplas escolhas. O editor examinou a pesquisa em primeira mão, esta tarde. 

A queda na popularidade da presidente Dilma Roussef, registrada neste sábado pelo DataFolha, já tinha sido apanhada esta semana pelo Instituto Methodus, Porto Alegre, que resolveu realizar uma pesquisa de opinião pública diretamente dentro de duas passeatas diferentes realizadas em Porto Alegre, a última das quais, a “Segunda vai ser gigante”, no dia 24 de junho.

. Foram entrevistados 377 manifestantes com uma bateria muito grande de perguntas. 62,2% dos entrevistados foram homens e 38,5% mulheres. Faixa etária: 49,2% até 24 anos; 32,4% entre 25 a 39 anos; 18,4, mais de 40 anos.  Em relação a escolaridade: 9,6%, ensino fundamental; 35,6% ensino médio e 54,8% ensino superior.

. 59,7% dos pesquisados culparam a presidente Dilma Roussef pelos problemas, enquanto 47,5% preferiram culpar o governador Tarso Genro.

. As tabulações muitas vezes parecem ultrapassar o bolo de 100%, mas isto ocorre porque o processo de apuração permitiu mais de uma escolha.

. Entre os culpados pelos problemas que levaram as pessoas às ruas estão também o prefeito José Fortunati (44%), os deputados (35%).

. 85,9% de um total de 100% neste caso, avisaram que foram à rua por um Brasil melhor.

. Eis as respostas sobre as razões que levaram os manifestantes às ruas, divididas as fatias em cima de um único bolo de 100%:
21% -  Passagens mais baratas
18,8% - Corrupção.
16,4% - PEC 37
11,7% - Saúde pública melhor
10,3% - Serviços Públicos melhores
8,5% - Educação pública melhor
20,3% - Outras razões


. A imprensa está sendo muito mal avaliada no serviço de cobertura das manifestações em Porto alegre, porque 72,9% acham que ela é tendenciosa. Percentagem parecida foi atribuída ao modo como o governador Tarso Genro conduz seu governo no caso, já que 68,7% consideram que ele é desrespeitoso. 

4 comentários:

Anônimo disse...

A TV está deixando de ser instrumento de manipulação de massas e isto está deixando os partidos enlouquecidos, pois não adianta mais ter a chave do cofre para ganhar votos, terão que, dentro de sua lógica eleitoral perversa, gastar muito mais dinheiro para comprar diretamente votos, pois o blá, blá ,blá principalmente das esquerdas não será mais eficaz. Cumpre ao não confiável sistema eleitoral brasileiro efetivamente fiscalizar a campanha, aliás deve ser alvo de manifestações contra suas arbitrariedades e graves omissões, por exemplo nos inúmeros casos do campeão das tramoias, o mudinho da Rose e "grande" ídolo da bandidagem bananeira!

Anônimo disse...

A TV está deixando de ser instrumento de manipulação de massas e isto está deixando os partidos enlouquecidos, pois não adianta mais ter a chave do cofre para ganhar votos, terão que, dentro de sua lógica eleitoral perversa, gastar muito mais dinheiro para comprar diretamente votos, pois o blá, blá ,blá principalmente das esquerdas não será mais eficaz. Cumpre ao não confiável sistema eleitoral brasileiro efetivamente fiscalizar a campanha, aliás deve ser alvo de manifestações contra suas arbitrariedades e graves omissões, por exemplo nos inúmeros casos do campeão das tramoias, o mudinho da Rose e "grande" ídolo da bandidagem bananeira!

JORGE LOEFFLER .'. disse...

Os grandes veículos têm profissionais que assim como o povo nas ruas falam sem saber. Essa história dizer que a PEC/37 era a PEC da impunidade foi uma enorme mentira vendida pelo MP em todo o país, pois essa PEC pretendia tão somente deixar ainda mais claro o texto constitucional já que membros do MP não são investidos de autoridade POLICIAL assim como não tem o MP quadro de o INVESTIGADORES. Assim sendo o MP vem se imiscuindo em atividades que não lhe são conferidas pela Constituição. Vejam os absurdos praticados pelo MP e um bando de BRIGADIANOS brincando de investigar. O mais grave é que quando se juntam nós ficamos sem o policiamento nas ruas.

Anônimo disse...

as pessoas reclamam, mas não sabem como a política funciona

a política entre o executivo e o legislativo precisa ser reformulada

as pessoas não falam nada sobre o assunto porque não sabem como as coisas funcionam, como as reuniões começam e acabam dentro dos gabinetes