É coisa de África, mas no Brasil de Dilma a energia é produzida antes das linhas de transmissão

A imprevidência e incompetência do governo federal no que diz respeito ao que já se pode chamar de sistema brasileiro de energia eólica refletem-se de modo assustador na circunstância de que grande parque das usinas prontas para operar e as 50 que entrarão em operação este ano não contarão com sistemas de transmissão para leva-los até as distribuidoras e destas para as casas dos consumidores.

. Atualmente existem 26 parques (622 MW) na Bahia e RN, mas que não fornecem um só megawatt. A Chesf não concluiu as linhas de transmissão.

. Apesar disto, todos recebem pagamento pelo que iriam fornecer. É a lei.

. No RS, as usinas em funcionamento conseguem colocar a energia nos sistemas de transmissão.

- O governo avisou que conhece o problema e que toma providências para mudar o planejamento, inclusive dos leilões dos parques eólicos, para que eles só saiam quando o sistema estiver em condições de pleno funcionamento.

CLIQUE AQUI para ler o editorial "Ameaça Energética", do jornal Zero Hora. O artigo analisa com competência as ameaças que o setor de energia oferecem ao desenvolvimento econômico brasileiro.

Nenhum comentário: