Alta da carne já começa a se dissipar e derrubará a inflação do IPCA de janeiro

Alta do IPCA de 4,31% em 2019 refletiu choques pontuais. 

A inflação do IPCA, divulgada no final de semana, como se sabe,  avançou 1,15% em dezembro, puxado por alimentação, especialmente os preços de carnes, o que levou o IPCA a ficar ligeiramente acima da meta de 4,25% estipulada pelo Banco Central no ano passado. No entanto, segundo economistas do Bradesco que falaram esta manhã, os núcleos de inflação, que excluem os itens mais voláteis, permaneceram comportados e acumularam elevação de 3,0% em 2019. O que se espera é que haja dissipação de parte importante do choque altista de carnes já em janeiro, sem sinais de contágio dos núcleos e reforçando a ancoragem da inflação. Para 2020, o Bradesco prevê alta de 3,6% do IPCA.

5 comentários:

Anônimo disse...

Não foi o que constatei ontem, bisteca suína 16 pila o kg.

Anônimo disse...

Não inventa historia velho mentiroso!!!

Anônimo disse...

Esta reportagem refere-se aos Estados Unidos porque aqui no Brasil da corrupção, até a taxa de inflação é manipulada.

Anônimo disse...

Deve ser somente onde o editor mora.
Conta outra!

Ultra 8 disse...

A JBS, vai bem, com Bolsonaro.