TRF4, Porto Alegre, confirma multa de R$ 300 milhões contra GM, tudo por formação de cartel de cegonheiras

Ao lado, Luiz Moan, um dos condenados. Moan é velho conhecido dos gaúchos, porque foi o principal responsável pelo chamado Projeto Arara Azul, pelo qual Gravataí recebeu o completo mais moderno da GM no Brasil.

Por unanimidade, a 4ª Turma do TRF4 manteve as condenações da General Motors, tudo por formação de cartel na área de veículos automotivos.

As multas:

- GM, R$ 400 milhões)
- Ex-diretor Luiz Moan Yabiku Júnior (R$ 4 milhões)
- ANTV, R$ 5 milhões na ANTV 
- Sinaceg ,sindicato nacional dos cegonheiros de São Paulo, R$ 300 mil

CLIQUE AQUI para conhecer todos os detalhes.

7 comentários:

Anônimo disse...

A GM então nunca deu chance para os cegonheiros daqui? Pilantragem.Tem que multar mesmo.

Anônimo disse...

Again....GM GO HOME!

Justiniano disse...

Agora não haverá favores dos governos petralhas, que com um propina aqui e outra acolá aliviava a barra.
Vão ter que pagar sem choro nem vela.

Anônimo disse...

As empresas adoram a segurança juridica no Brasil!

Anônimo disse...

A empresa contrata quem ela quer. Simples.
Esse valor chega a ser extorsivo.

Anônimo disse...

E pra onde que vai o dinheiro da multa?

Anônimo disse...

Alô GM!! Vai aí uma sugestão: peguem o boné e vão embora. No estado dos caranguejos nada dá certo. Sugiro o mesmo para a Fraport. Segurança jurídica por aqui é zero....