Outro ex-ministro da Agricultura de Dilma, gaúcho Neri Geller, também foi preso hoje

A Operação Capitu, braço da Lava Jato, também prendeu Neri Geller, que foi ministro da Agricultura de Diolma Roussef, PT.

CLIQUE AQUI para ler a íntegra da decisão que resultou na prisão dos envolvidos na Operação Capitu.

Neri Geller é gaúcho de Selbach, mas se mudou para o Mato Grosso, onde fez vida como empresário rural e na política. Ele acaba de ser eleito deputado Federal. Geller foi preso, esta manhã, em Rondonópolis. Ele reside em Lucas do Rio Verde. O advogado de Neri Geller, Flavio Barra, confirmou que o mandado de prisão é temporário (5 dias) “e, ao que tudo indica, não será levado a Minas Gerais onde a PF comanda a operação. “Não temos conhecimento dos motivos da prisão e tão logo tomarmos conhecimento vamos nos manifestar”, disse. Policiais federais estavam, hoje, em Lucas do Rio Verde mas ainda não foi confirmado se foi cumprido algum mandado de busca e apreensão ou se estavam na cidade para localizar Geller.

O gaúcho é acusado de ter recebido propina para beneficiar a JBS

5 comentários:

Anônimo disse...

Se Neri GHELER for parente do URI GHELER ele não vai preso, pois ele tinha milhões de habilidades, entortava até garfos por pensamento, quanto mais cérebros com DNA da corrupção Mesmo que ele possa ter peleado muito para fortalecer o MONOPÓLIO ou CARTEL das carnes, o CADE também precisa ser investigado e punido, pois NUNCA VIU nada demais na MONOPOLIZAÇÃO ou CARTEILIZAÇÃO das carnes no Brasil através dos açougueiros bilionários da JBS!
Aliás, falou em CARTEl, o Brasil é um país privilegiado, cheio deles, tem para todos os gostos, onde o ARROZ é um deles e o CADE sempre com cara de paisagem! Imaginem a parafernália que o CADE EXIGE para aceitar considerar QUALQUER reclamação sobre eventuais prejudicados por CARTÉIS! É um órgão que só se mexe SE PROVOCADO, MUITO PROVOCADO e BOTA PROVOCADO NISSO, por conta própria só aceitam SOMBRA E ÁGUA FRESCA e QUIÇÁ (que ninguém ouça) POLPUDOS PIXULECOS!!!

Iguinácio disse...

Que o ex teria feito?
Há um conto rolando pelas redes sociais envolvendo a FreeVaca e sua turma.
Em ação combinada, agentes do Departamento da Lavoura interditavam frigoríficos e assemelhados por apresentarem contaminações mil, do tipo "uma mosca voando no lado externo da janela".
Agentes iam também em fazendas de agro e de pecuária, muitas vezes juntos com pessoal do Departamento do Trabalhador, acusando os proprietários empregadores de "trabalho escravo" (faltava sabonete de luxo nos lavabos ou creme rinse específico para o cabelo de cada empregado).
Os proprietários investigados poderiam sofrer prisão de imediato e ter suas propriedades confiscadas pelo "polvo dominador".
O verdadeiro horror.
Mas, sempre há um jeito para tudo.
A "Vaca Livre" tomou muita caixa preta do BNDES a 3,5% ao ano (R.A.) e aparecia para "salvar" os indiciados e, sempre na bacia das almas, comprava porteiras fechadas resolvendo a questão.
Uma garota de alta câmara reclamou no púlpito do bispo e foi convidada a ser candidata a prefeita do Santo Perto da Serra.
Bem, acabou ficando muito prestativa no afâ de ajudar a estocar vento.
Depois é a Joice que conta as histórias.......

Anônimo disse...

Anônimo 14:29, o CADE é do MINISTÉRIO DA JUSTIÇA, que por coincidência vai ter o MORO como ministro! A coisa vai pretear para aquela tigrada, com o Moro não tem refresco.

Anônimo disse...

https://internacional.estadao.com.br/noticias/geral,suica-envia-extratos-do-esquema-que-usou-o-brasil-para-enriquecer-cupula-chavista,70002599380

Anônimo disse...

MEMBROS DO MINISTERIO DA AGRICULTURA DA BANDILMA INDO PRA CADEIA HOJE...CLARO QUE A ESTOCADORA D EVENTO VAI DIXER QUE NAO VIU NADA