Stemac deve R$ 700 milhões, não consegue pagar e pede recuperação judicial

A gigantesca fabricante gaúcha de geradores de eletricidade Stemac pediu recuperação judicial ontem a tarde em Porto Alegre.

A recuperação judicial é a forma moderna de concordata.

A empresa deve R$ 700 milhões e não consegue pagar.

9 comentários:

Leandro Arona disse...

E como de praxe, a referida empresa, que deve desfrutar de uma considerável isenção de impostos, receberá “socorro oficial” (ajuda de governo via bancos estatais, mesmo).

Anônimo disse...

A CADA DIA TEMOS UMA AMOSTRA DA FORÇA DA ECONOMIA PRIVADA!

É a força do mercado!

É a força da livre iniciativa!

É a eficiência e a gestão do setor privado dando de 10 a zero no setor público!

Anônimo disse...

Cade a eficiência da iniciativa privada ?

Agora quer se valer de dinheiro público?

Anônimo disse...

Porque petralhas acham que todo empreendimento sempre tem que ter maracutaia por trás? É o vício do cachimbo, acostumaram-se a só fazer falcatrua e querem convencer que todos são iguais a eles. Pela última vez, asno: empresa privada, quando quebra, é ruim para os donos, funcionários e credores. Empresa pública, que vive quebrada, é um câncer que consome a sociedade por inteiro. Entendeu agora ou precisa desenhar?

Anônimo disse...

Uma empresa tradicional, que empregou gente competente, sofreu com o mercado e deve muito, mas muito menos do que monopólios estatais esdrúxulos como a CORAG!

Anônimo disse...

Babacas...quem empreende se arrisca, gera empregos para outros. Poderia ficar aplicando o dinheiro e vivendo de renda, ou sendo Alguem com a vida ganha como funciobario publico. Lavem a boca antes de falar mal de empresarios e empreendedores pois muitos se ferraram com a crise formada pelos idiotas do PT e cia. Que nao sejam burros de votar no Bolsonaro. E desprezem recalcados como alguns q comentam aqui.

Anônimo disse...

A quebradeira é intencional.Quando o governo importa produtos prontos,exporta mão de obra,destrói o parque industrial,gera desemprego.Porque comprar um gerador de energia de última geração,por um preço justo?se podemos comprar uma porcaria feita na china a preço de bananas.A Semac fabricava os melhore geradores do Brasil e foi vítima da falta de incentivos do governo.
Simples assim .O governo quer destruir nossas empresas.

Anônimo disse...

Essa empresa investiu alto no estado de Goiás, em busca de benefícios fiscais, deu o passo maior que a perna... se tivesse continuado com a fabrica aqui talvez não tivesse nessa situação.

Anônimo disse...

O marxista
..e quando empresa pública quebra ou está sempre no limite quem paga... todos.