Amadeu Weinmann: Da Responsabilidade Penal do Menor

- Amadeu de Almeida Weinmann é advogado, RS.
A foto é do Jornal do Comércio.

"Quem bater em seu pai ou em sua mãe, seja condenado à morte". (Exodus, 21:15).

O Brasil é o país do improviso. Basta surgir um caso de repercussão e já nos mobilizamos na busca de uma solução, como quase sempre, eminentemente emocional e por isso, lotérica.

Quando surgiu a primeira lei antitóxicos, equiparando o drogado ao traficante, achava-se que se tinha encontrado uma solução para o problema social. Veio a década de setenta e com ela uma nova lei, também sem os resultados esperados. Chegamos hoje, a uma lei bem mais humana, fruto do amadurecimento e do exame mais acurado dos fatores que levam o indivíduo a aquele tipo de delito.
Assim foi também com os chamados “crimes hediondos”. Como toda a panacéia acabou tornando-se um simples e impotente placebo. Não resultou, dela, mais que soluções representadas pelo atulhamento de presos nas cadeias, a comandar o crime nacionalmente.

Tudo simplesmente porque não incluíram na draconiana legislação, os elementos terapêuticos para a solução do problema nacional.

CLIQUE AQUI para ler muito mais.

10 comentários:

Anônimo disse...

Esse Amadeu Weimann é outro imbecil que apóia visitinha íntima em presídio.

Mordaz disse...

Índice de homicídios no Rio de Janeiro, incluindo menores praticando e sendo vítima. 40. Índice de homicídios na Indonésia. 0,5. Incluindo os menores mortos. Não, não é na Suécia ou Noruega. Índice no Egito: 3,5. Índice na Índia: 3,5. Recuperação dos menores na Indonésia, Egito e Índia muito superiores ao do Brasil. Certamente esta nossa constituição em muito contribuiu para atingirmos estes índices alarmantes. Todos com IDH muito piores que o nosso. Não é passando a mão na cabeça de criminosos que estes países chegaram a estes índices como defende o nobre advogado.

Mordaz disse...

"86% eram usuários de drogas". E ainda se quer liberar o uso de drogas e tratar traficantes a pão de ló. Justamente as coisas não estão melhorando porque o tratamento dado ao crime e aos menores está errado. Não será abrandando mais e promovendo mais impunidade que eles aprenderão sozinhos que devam ser corretos.

Anônimo disse...

Blablabla inócuo de jurista. Psicoterapia e recuperação um cacete, tem que ter é pena de morte pra esses marginais sabidamente sem recuperação! Será que alguém de bom senso acha que aqueles menores do estupro coletivo no Piauí vão virar "cidadãos de bem" após algumas sessões com um psicólogo? Ah vão pra PQP com essas ladainhas!

Anônimo disse...

Elementos terapêuticos deveriam receber os ministros do STF,traidores,déspotas da nação.
De resto,é um belo assunto para Dr.Amadeu,vez que precisa desviar o assunto,quando justamente,estamos vivendo consequências da vilania do STF,pois se verifica que estamos cercados de lulopetistas ladrões.
É claro que Dr.Amadeu não pode contrariar STF,criticando-o pois covardia chama a covardia da vingança.

Anônimo disse...

Pelo visto,Dr.Amadeu não reside aqui.
Pois onde ele mora,não tem STF.
Está alienado.
Poderia tecer um brilhante comentário sobre o triste papel desempenhado pelo STF.
Temor reverencial por gente dessa categoria?
Recebem auxílio-moradia e moram em Portugal.

Anônimo disse...

Outro metido a Iluminista...

elias disse...

Elementos terapêuticos?
Era só o que me faltava.
Primeiramente, um menor nesse estágio de bandido não é mais criança. Aliás, é, mas com outros valores.
Por exemplo - quantos assassinou a sangue frio. Nota máxima.
E após isso - não tem volta.
O articulista, leva todos para sua casa!

Anônimo disse...

pelo visto PT ja bola plano para despistar opiniao publica, desse partido-seita nada se duvida

Anônimo disse...

O lobo tomando conta do galinheiro...
Alguém que ganha burras de dinheiro cada vez que um "de menor" comete um crime deveria ter a decência de não querer influenciar a opinião pública em favor de seu próprio enriquecimento...
Conta outra... mané !!!