Sem autorização para acampar, manifestantes lulopetistas irão mesmo para o chiqueirinho no dia 24

Ávila Neto disse que se houver autorização, lulopetistas terão prioridade para acampanhar e ocupar vias públicas, porque se manifestaram primeiro. Autorização deste tipo, como se sabe, dependerá da boa vontade da administração Marchezan Júnior.

O juiz federal Osório Ávila Neto esclareceu, hoje,  pontos controversos da decisão sobre a Ação Civil Pública ajuizada pelo Ministério Público Federal, pedindo medidas de segurança para evitar confrontos durante julgamento da apelação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, marcado para 24 de janeiro.

Ele falou para o site do jornal Zero Hora.

O juiz disse que não proibiu manifestação ou acampamento diante do TRF-4 ou Parque Maurício Sirotsky:

- O que determinei é que isto só possa acontecer se houver autorização da autoridade competente.

Ou seja, na prática, os manifestantes lulopetistas irão mesmo para o chiqueirinho.

O que inclui o MST.

8 comentários:

Anônimo disse...

Esse chiqueiro me lembrou da obra A REVOLUÇÃO DOS BICHOS, na qual o personagem Napoleão - um porco - era o líder.
" Napoleão é óbvia referência a Stalin, e o próprio nome escolhido para ser o do porco já indica a sede de poder. As perseguições e execuções, o culto a imagem do grande Líder..."

Anônimo disse...

Creio que a própria menção de que poderá ter algum confronto demonstra que as instituições faliram, tudo dominado.

Anônimo disse...

Com chiqueiro ou sem chiqueiro, as autoridades gaúchas devem ter tolerância zero, com a desordem, o bloqueio de ruas e avenidas, o vandalismo e qualquer tipo de pressão contra a justiça.

Anônimo disse...

Defender alguém comprovadamente culpado....isso é que é carater

Anônimo disse...

Que as autoridades competentes em todos os níveis não "amarelem" perante essa corja que virá a Porto Alegre, independente de "chiqueirinho" a Lei e a Ordem devem ser preservadas, a qualquer custo, mesmo "abaixo do pau". Tolerância Zero:"Num sistema de tolerância zero, as autoridades, que podem fazer escolhas segundo sua discrição e julgamento, são incentivadas a agir segundo padrões pré-determinados para a atribuição de punições, independentemente da culpa individual ou situações peculiares."

Anônimo disse...

As palavras CHIQUEIRO E PETRALHA estão unidas para sempre e não há quem as separe!

Anônimo disse...

E aí, senhores comerciantes, preparando bem os seus seguranças para dar uma mãozinha a brigada "em caso de precisão", de acordo com o plano PPQP-petralhas a puta que os pariu????

Anônimo disse...

A TÉ QUE ENFIM OS GAÚCHOS VÃO TRATAR OS PETRALHAS, COMO PORCOS CONFINANDO NUM CHIQUEIRO, PT JÁ É POR NATUREZA FEDIDO, BASTA OS DEPUTADOS CHEIROSOS A QUELE DE SANTA MARIA QUE NÃO COSTUMA TOMAR BANHO.