Artigo, general Paulo Chagas - A depuração da política e da administração pública só depende de nós

Diante da cobrança do cheque sem fundos de centenas de bilhões de Reais emitido durante os governos petistas para “dar a festa” da Copa e das Olimpíadas, financiar sua permanência no poder, o enriquecimento dos seus líderes e de empresários inescrupulosos e a compra do apoio e/ou do silêncio dos incautos, a ralé comunista sai do armário, abre o jogo e vem para o combate direto com as armas de sempre: a mentira, o cinismo, a desfaçatez, o desaforo, o descaramento e tantos outros substantivos do seu arsenal de imoralidades.

Nas escolas e universidades, os ignorantes e os liberticidas travestidos de “educadores”, ameaçados pelo movimento de pais, professores e alunos municiados pelos argumentos de uma escola sem partido e sem ideologia de gênero, demonstram com violência o que entendem por democracia e o que têm feito com a cabeça dos nossos filhos e netos.

CLIQUE AQUI para ler tudo.

14 comentários:

Anônimo disse...

Não estamos sós! Devemos nos manter em alerta, todo o tempo.

Anônimo disse...

Claro!! Vamos depurar tudo agora com o distritão.
Ao invés do general ficar escrevendo abobrinha, o ilustríssimo já deveria estar lá no presidio central chamado de congresso para fazer a mesma coisa que foi feita em Bangu. Matar tudo e não sobrar nenhum.
Quem tem poder manda, quem não tem obedece já que a justiça serve somente para pobre.

Anônimo disse...

Perfeito, General Paula Chagas! O senhor disse tudo em poucas, porém inteligentes e profundas, linhas!
E essa canalhada bolivariana ainda tem o desplante de dizer que tivemos uma ditadura que perseguiu a mandiocona, o cachaceiro, o zé dirceu, o zé genuino e tantas outras figuras horrorosas dessa ORCRIM.
Ditadura comunista é o que elles queriam e continuam querendo para o nosso país!
Mas, como dizia uma certa comunista espanhola: "Não passarão" (não aqui, no Brasil)!!!!

Anônimo disse...

Veja o exemplo maldito da Europa, deram vez aos terroristas coitadinhos e os inocentes pagam. Os governantes covardes de mão atadas. Sigam o líder, sigam o Trump; " América (the people) First". Depois não adianta chorar como choramos os nossos mortos do dia a dia pela bandidagem e conivência dos 3 poderes. Napoleão, Julius Cesar e o Patton que dizia:"O objetivo da guerra não é dar a vida por seu país, mas fazer com que o inimigo dê a vida pelo
seu.”
Sentem-se. 
Eu quero que vocês se lembrem que nenhum bastardo jamais ganhou uma guerra morrendo por seu país. Ganhou-a  fazendo outros bastardos morrerem  pelo país deles. 
Homens essas historias que vocês ouviram de que a América não ia querer lutar, que queriam estar distantes da guerra são um monte de merda, conversa fiada. Os norteamericanos tradicionalmente adoram lutar, todos os americanos de verdade amam o calor do combate.  
Quando vocês eram garotos  todos admiravam o campeão das bolas de gude,  o corredor mais rápido, os craques do futebol, opugilistas mais durões. Os americanos adoram um vencedor e suportam um perdedor. Todos os americanos sempre jogam para ganhar; um homem que perde e ri não vale um caracol. É por isso que os americanos nunca perderam e nunca perderão uma guerra, porque a
mera idéia de perder é odiosa para nós americanos.Agora, um exercito é um time; ele  vive, come, dorme e luta como um time.Todas essas conversas sobre a individualidade são apenas lixo.Quem escreveu essa besteira sobre o individualismo para o Saturday Evening Post sabe tanto sobre uma sobre uma batalha de verdade  quanto  sabe sobre uma trepada . Nós temos a melhor comida e o melhor equipamento, o melhor espírito e os melhores homens do mundo.Vocês sabem... Eu chego a ter pena dos safados que vamos enfrentar. Por Deus que eu tenho. Não vamos só atirar nos infelizes. Nós vamos arrancar suas entranhas, e então usá-los para lubrificar as esteiras dos nossos tanques; vamos matar esses hunos filhos da puta ​​ aos bandos!Agora, rapazes... alguns de vocês, sei que estão imaginando, estão se perguntando se vão se acovardar  sob o fogo. Não se preocupem. Posso lhes garantir que todos vão cumprir o seu dever. Os nazistas são o inimigo. Caiam em cima deles, derramem o seu sangue, atirem em suas barrigas! Quando enfiarem as mãos em uma massa disforme de sangue que momentos antes era apenas o rosto de seu melhor amigo...saberão o que fazer.

Algo mais para se lembrarem.  Não quero nenhuma mensagem dizendo: " Estamos mantendo a posição".  Não estamos “mantendo” coisa nenhuma! Que os hunos mantenham! Nós avançamos constantemente e não temos interesse em manter coisa nenhuma, exceto o inimigo longe. Nós vamos mantê-lo seguro pelo nariz e dar-lhe um chute na bunda. Nós vamos chutá-lo o tempo todo e passar por eles como faca quente na manteiga. Bem, tem uma coisa que vocês poderão dizer quando voltarem para suas casas e podem agradecer a Deus por isso. Em trinta anos anos quando estiverem sentado em frente à lareira com o seu neto no colo e ele perguntar o que você fez na Segunda Guerra Mundial, não terão que responder..."Eu limpei merda na Louisiana."

Tudo bem seus filhos da puta, vocês agora sabem o que eu penso.  Eu
terei  muito orgulho de comandar vocês em qualquer batalha, em qualquer lugar. 

É só.

Anônimo disse...

Parabéns ao General PAULO CHAGAS pelas palavras lúcidas, coerentes e corajosas. A quase totalidade dos brasileiros , principalmente os 14 Milhões de desempregados , pensa da mesma forma.!!! Tia Glória .

Anônimo disse...

"Se é a vontade do povo brasileiro eu promoverei a Abertura Política no Brasil. Mas chegará um tempo que o povo sentirá saudade do Regime Militar. Pois muitos desses que lideram o fim do Regime não estão visando o bem do povo, mas sim seus próprios interesses."
General Ernesto Geisel
Joel

Anônimo disse...

IMPRENSA FICA MUDA E CALADA DIANTE DE OPERAÇÃO ABAFA DE JOÃO DÓRIA

caso de corrupção tem irmão de Alckmin envolvido!

O prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), demitiu a procuradora Laura Mendes de Barros do cargo de controladora-geral do município. A mudança acontece duas semanas depois de ter sido aberta uma investigação na pasta, sob comando...

- Veja mais em

https://noticias.uol.com.br/politica/ultimas-noticias/2017/08/17/doria-demite-controladora-geral-que-coordenava-investigacao-sobre-cobranca-de-propina.htm#comentarios?cmpid=copiaecola

Anônimo disse...

Os políticos corruptos custam caro, roubam, não trabalham e só defendem seus próprios interesses. Então, vamos acabar com o Congresso, a câmara e eles terão que trabalhar como todos nós. Chega dias!!!
Alguém avise esses vadios que o povo não trabalha pra sustentar mordomia de político. Até o primeiro ministro do japão fez sua campanha em praça pública, em cima de um caixote, com um microfone na mão, e esses zés manés se acham a nobreza do Brasil.

Anônimo disse...

General, devemos tomar cuidado com essas urnas eletrônicas venezuelanas. Em 2014 as eleições foram feitas com urnas venezuelanas pela empresa SmartMatic da Venezuela. aki o presidente do TSE foi o ministro Toffoli, um simples advogado que por 3(três) vezes tentou passar no concurso para juiz e não passou. Na Venezuela e na Nicarágua, três meses antes já sabiam com qtos votos a mais a Janette venceria as eleições.

- Se esse barbudo corruPTo for "eleito", estaremos na situação da Venezuela de hoje. CUIDADO BRASIL....!!!! acabaremos brigando por um kilo de arroz no super.

Anônimo disse...

Belas palavras inúteis contra os bandidos instalados no poder. Aliás, os mesmos bandidos que o regime militar perdoou no passado. Não sei o que o exército está esperando para intervir. Não creio que a CF88 permita o desmonte do Brasil. Se o que está havendo não é motivo para intervenção então adeus Brasil. Brevemente, Cuba tomará posse do país e os militares continuarão sem entender.

Anônimo disse...

General sanguessuga dos cofres publicos vai tomar no teu cu

Anônimo disse...

Hoje entendemos.

Justiniano disse...

Essa é herança maldita e desgraça do PT em 13 anos de governo corrupto.

Anônimo disse...

Enquanto houver urnas eletrônicas, nunca conseguiremos mudar o Brasil.
Terão de ser os militares a começarem que depois terão o nosso apoio total
Quem tem armas, manda. Quem não tem, obedece.