Tribunal Federal em Porto Alegre nega habeas corpus ao presidente da Andrade Gutierrez

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) negou habeas corpus ao presidente da Andrade Gutierrez, Otávio Marques de Azevedo, preso em caráter preventivo desde sexta-feira quando foi deflagrada a Erga Omnes, 14ª fase da operação Lava Jato. O empreiteiro está sob suspeita de formação de cartel e corrupção e foi preso por ordem do juiz federal Sérgio Moro, que conduz as ações penais da Lava Jato.

4 comentários:

Anônimo disse...

O pilantra mal foi preso e já quer sair?! Esse safado merece prisão perpétua!

Anônimo disse...

ADVOGADOS SOBRE BILHETE: DESTRUIR E-MAIL QUE DIZER CONTESTAR E-MAIL.

BEM, AGORA ENTÃO PODEMOS SAIR POR AÍ DIZENDO QUE VAMOS DESTRIUIR ALGUÉM, ALGUMA INSTITUIÇÃO E OUTROS; E NÃO PRECISAMOS MAIS PRESTAR CONTAS.

COMO DESTRUIR É CONTESTAR, ACABOU-SE TODAS AS AÇÕES DE DANOS.



Anônimo disse...

Muito bem, agora poderemos dizer aos nossos descendentes, que aqui no Brasil também se prende e se processa gente com poder econômico.

Muito ao contrário de Getúlio que prendeu um empreendedor que só queria explorar petróleo. Monteiro Lobato não pagou propina ao governo de Getúlio Vargas, só lhe restou escrever livros.

Quando seremos livres? A ignorância, desinformação, escraviza.

Anônimo disse...

Pelo menos os magistrados gaúchos não nos fazem passar vergonha !