Corsan produz apagão de água em Canoas, Cachoeirinha e Gravataí

Desde sábado falta água nos municípios da região metropolitana mais próximos de Porto Alegre, como Canoas, Cachoeirinha e Gravataí.

. A Corsan confirma problemas desde sábado e culpa a falta de energia para transporte e tratamento.

.  O corte atinge mais de meio milhão de clientes da estatal estadual

- O 0800 da Corsan não funciona.

3 comentários:

o vingador disse...

Aqui em gravatai e dia sim dia não a agua estamos desde a madrugada de sabado sem e ate ontem a noite a pagina da corsan na internet não tinha nenhuma informação sobre nossa cidade.final de governo cafe frio mas logo adiante teremos outras eleições e ai nåo sabem porque perderam.

Anônimo disse...

Candidata a privatização !

Anônimo disse...

Se alguém estiver cansado de sofrer com a falta de água, que experimente fazer um poço artesiano. Água existe em abundância no subsolo, e de muito melhor qualidade do que a dita “água tratada”, provinda dos rios mais poluídos do planeta, como são os nossos . A primeira coisa que terá de fazer é obter uma “anuência prévia” para perfuração, que é solicitada ao Departamento Estadual de Recursos Hídricos. É um processo custoso, um calhamaço de documentos e precisa de um geólogo ou engenheiro de minas para fazer o projeto. Mas isso tudo não vai adiantar. Onde existe rede pública de água, mesmo seca, claudicante, ou fornecendo água malcheirosa, barrenta ou branca de cloro, esse tal do DRH, que não passa de uma sucursal da Corsan, vai negar, com base em resoluções do Conselho Estadual de Recursos Hídricos, que por sua vez são baseadas num parecer da Procuradoria Geral do Estado, que, também, por sua vez se baseia em dois artigos de um decreto da década de setenta, revogados pela Governadora Yeda. Tiveram a ousadia de inventar um outro parecer, por baixo dos panos, para não obedecer a decisão da Governadora. As artimanhas, através de resoluções, pareceres etc. para favorecer a Corsan nesse DRH são astrofísicas. Depois soltam a retórica contra os poços artesianos: prejudica o meio ambiente, impede que as pessoas tenham um ambiente natural saudável, a água subterrânea é reserva estratégica (não sei para quem e quando, se já não existe água nos canos), a água é finita e por aí vai. Mas, se você se sujeitar aos desmandos da Corsan e desistir do poço artesiano, nada dessas coisas malévolas se abaterá sobre as pessoas. Ou seja, nem vale a pena falar sobre o que é preciso depois da anuência prévia, porque ninguém passa por ela.