Dólar chega a cair 1,4%, abaixo de R$ 2,49; Bolsa avança mais de 2%. O mercado já absorveu a vitória apertada de Dilma ?

No segundo turno, o mercado financeiro deixou claro que preferia Aécio, subindo ou descendo em função dos resultados que o apontavam em posição melhor ou pior. Acontece que passadas as eleições, quando se imaginava que o mercado trabalharia em queda histérica, o que aconteceu foi.... nada.

. Eis como a consultoria Empiricus (o editor recebeu há pouco a análise) enxerga o que está havendo (as opções da Empiricus demonstram que nem ela entende o que está ocorrendo):

a) o mercado já havia precificado a vitória de Dilma
b) o mercado está confiante na mudança da política econômica
c) os fundos de pensão estão comprando como se não houvesse amanhã
d) na verdade, a crise vem mesmo de fora, a política econômica interna não tem influência e a queda de ontem se deu meramente pelas commodities

. O Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, operava em alta nesta terça-feira, e o dólar comercial caía. Por volta das 11h30, a Bolsa avançava 2,19%, a 51.612,11  pontos, e a moeda norte-americana caía 1,38%, a R$ 2,488 na venda. Nesta manhã, o Banco Central deu continuidade às intervenções diárias no mercado de câmbio, vendendo novos 4.000 contratos de swap cambial tradicional (equivalentes à venda futura de dólares). Mais tarde, o BC também realiza mais um leilão de rolagem dos swaps que vencem em 3 de novembro.

5 comentários:

Anônimo disse...

Pela analise descrita no post, esta parecendo um artigo do Brasil247.

Eu creio que está havendo é a mera realização de lucros, aliado a rumores de aumento de preços de combustíveis.

É sonho de derrotados ( me incluo nos derrotados) que a Dilma irá nomear um Meirelles ou o Trabuco para ministro da fazenda. Mesmo que ela tente, eles não aceitariam serem ingeridos diariamente pela Dilma e o Mercadante, portanto não aceitariam o convite.

Ela provavelmente colocará um testa de ferro dela ou o próprio Mercadante na Fazenda, idem para desenvolvimento e planejamento e BNDES. E um funcionário pau mandado para presidente do BC.

Quem ouviu o discurso de posse da presidente, observando nas entrelinhas, "mudanças para ela" é no sentido da adoção do modelo bolivariano econômico. O "tal ajuste fiscal" na cabeça dela é aumentar a receita através de um delírio de que a economia vai crescer assim que os culpados pela crise imaginária resolverem seus problemas (EUA e Europa, ontem ela incluiu o Japão).

O mercado está tão fragilizado e derrotado como estavam os judeus quando Hitler assumiu o poder e começou a, bandidamente, confiscar seus bens, suas contas etc. Erá tão bárbaro e inacreditável que eles achavam que aquilo iria passar. Mas não passou e aquele monstro nazista quase acabou com o povo hebreu.

Temo que o mesmo sentimento de que isto vai passar se dará aqui no Brasil com relação a economia do segundo mandato de Dilam. Aqui, o alvo do PT será a pressuposta "elite branca" que o nazicomunista sindical do Lula insiste em criar como inimigo público do estado bolivariano do Brasil.

Quando o mercado perceber isto, acho que a queda do IBOVESPA será inimaginável a qualquer analista contemporâneo.

Anônimo disse...

ja arregaram!!!!

perder dinheiro nao e com essa turma...

mas sim para nos, eleitores comuns que gastamos tempo e ate algum dinheiro para fazer campanha para gente que nao esta nem ai para o que acontece....

vou entrar para o time dos que nem se dao ao trabalho de ir as urnas...

Anônimo disse...

A dilma já disse que todos poderão roubar do governo livremente e nenhum milionário ficará prejudicado.

Anônimo disse...

"d) na verdade, a crise vem mesmo de fora, a política econômica interna não tem influência e a queda de ontem se deu meramente pelas commodities"

ahahaha...

entraram rapidamente na linha...

ja beijaram a mão da governanta hoje, srs analistas?

Anônimo disse...

Essa balela da Empiricus prejudica os mais desinformados. Ela conseguiu o que queria: mais clientes e derrubar algumas ações. Pessoas menos afeitas a esses métodos, que tenham ações da Petrobras, por exemplo, vendem suas cotas a preços baixíssimos e perdem dinheiro, pois acham que a Petrobras não irá se recuperar com a vitória da Dilma. Foi isso o que aconteceu no dia de ontem, os desinformados venderam ações adoidadamente temendo perder mais dinheiro. Esse métodos da Empiricus já foram investigados nos EUA em casos semelhantes. Não tem nada a ver com medo da Dilma. Esse pessoal sabe ganhar dinheiro das maneiras mais diferentes possíveis. Não sei se boa parte da imprensa foi conivente porque era contra a Dilma, ou são ingênuos também(o que não acredito). Quem entende de investimentos sabe o que a Empiricus fez. Não tem nada a ver com o que é melhor para o Brasil, tem a ver com o bolso deles. É lógico que seria melhor para o Brasil se o Aécio ganhasse, mas essa não era uma preocupação dessa empresa. Além disso, os investidores ganham com ou sem o Aécio. Quem tem dinheiro, e conhece o mercado, comprou ações da Petrobras nessa terça, pois sabe que vai ser um ótimo negócio para futuro, por isso, as ações da Petrobras subiram. Os desinformados perderam na segunda e os espertos ganharam hoje.