Greve na saúde paralisa hospitais da prefeitura de Porto Alegre

As voltas com a greve dos rodoviários, o prefeito José Fortunati enfrenta, agora, outra greve dentro dos seus próprios domínios. 

Em estado de greve, os servidores do Hospital de Pronto Socorro (HPS), do Hospital Materno Infantil Presidente Vargas (HMIPV) e dos pronto atendimentos (Cruzeiro do Sul, Bom Jesus e Lomba do Pinheiro) todos de responsabilidade da prefeitura de Porto Alegre, realizam paralisação simultânea na manhã desta quinta-feira, das 9h às 11h. Os trabalhadores, organizados junto com o Sindicato dos Municipários de Porto Alegre (Simpa) denunciam as ações da Prefeitura que precarizam a saúde e reivindicam a regulamentação e aplicação do percentual de 40% de insalubridade para todos os servidores da saúde e o respeito aos 12 plantões.

6 comentários:

Anônimo disse...

PT indo com tudo contra José Fortunati. Nada diferente do que fizeram com Yeda Crusius. Ouvi no noticiário que integrantes do Bloco de Lutas estacionava os carros, na noite de terça (28), e apedrejava ônibus e motoristas, que ousavam furar bloqueio de greve.

Anônimo disse...

É, minha gente. O negócio é votar na esquerdalha radical, aí todos os pelegos sindicais e "movimentos sindicais" ficam bem quietinhos contando o dinheiro.

Luiz Vargas disse...

É o movimento de pinça do peremPTório embu$teiro prevaricador, de um lado segura o rabão do PTB e do outro sacaneia o cumpanhero Fortunati.
Qualquer imbecil com dois neurônios funcionais pode perceber os indícios das digitais das PaTas do embu$te nos acontecimentos que se iniciaram no final do primeiro semestre do ano passado. A campanha eleitoral extemporânea do embu$te começou exatamente ali.

Anônimo disse...

Desde o governo Fogaça a coligação com muitos partidos está gerando descontrole. Atualmente para acomodar mais gente foi inventado um secretario-adjunto de partido diferente em cada pasta. Piorou, o titular manda pra um lado o adjunto, para o outro. Ninguém se entende. O desmantelamento é sistemático na estrutura de atendimento a população. Sei que não é proposital, é incompetência de governar mesmo. É um governo sem planejamento que somente reage se houver uma crise instalada. Lamentável!

FAÇANHA, o cartesiano disse...

PCO, PSTU,PSOL, açulando, - isca! pega! - os rodoviários, cujo sindicato está falido, com a sede penhorada. Cambada de ferrados, lesando a sociedade trabalhadora.
VIVEMOS TEMPOS DE "ESCULHAMBAÇÃO GERAL".

Anônimo disse...

O FORTUNATI PEDIU E LEVOU, AGORA A GREVE DA SAÚDE, MANDOU QUE A ADMINISTRAÇÃO FIZESSE UM PACOTE DE NATAL PARA OS MUNICIPÁRIOS COM REDUÇÃO DE HORAS EXTRAS CORTE DE GIA(GRATIFICAÇÃO INCENTIVO A ARRECADAÇÃO, NA INICIATIVA PRIVADA SERIA COMO PARTICIPAÇÃO NOS LUCROS)SÓ PARA QUEM TRABALHA NESTA ÁREA, TUDO ISSO ENXUGANDO CUSTOS NAS COSTAS DE OPERÁRIOS PARA PAGAR A COPA QUE O GOVERNO FEDERAL NÃO MANDOU O DINHEIRO PROMETIDO.
QUANTO AOS CCs DEMITIU MENOS DE 30% DO ACORDADO E EM ALGUNS CASOS TROCOU O CC DE ÁREA, SENDO QUE AS PESSOAS JURAVAM QUE O MESMO HAVIA SIDO DEMITIDO.



EDUARDO MENEZES