Inflação sobe para 0,16% nas principais capitais

O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S), medido pelo Instituto Brasileiro de Economia (Ibre) da Fundação Getulio Vargas (FGV) nas principais capitais do país, avançou para 0,16% na terceira prévia de agosto. Essa variação é 0,11 ponto percentual maior do que o resultado da segunda prévia, quando a taxa tinha aumentado 0,05%.


. Seis dos oito grupos pesquisados tiveram acréscimos, entre eles alimentação, com alta de 0,03% ante uma queda de 0,08%. Nesse caso, há a influência das frutas, cujos preços, em média, estão 2% inferiores aos registrados na última apuração. Esses produtos, porém, tinham apresentado recuo de 3,83% na pesquisa passada.

4 comentários:

Anônimo disse...

O CONTROLE DA INFLAÇÃO ESTÁ TÃO CONTROLADO COMO O CLIMA E O AQUECIMENTO GLOBAL, COMO DIZ O APEDEUTA LULA, PENA QUE O MUNDO É REDONDO PORQUE SE FOSSE QUADRADO A POLUIÇÃO DOS AMERICANOS E EUROPEUS NÃO ATINGIRIA PINDORAMA.
ALTAMIRO

Anônimo disse...

O Altamiro é um boçal.

Que faz coro dos "maria-vai-com-as-outras".

Se o Editor disser que apu é pedra, o Altamiro, feito um papagaio, confirma.

Anônimo disse...

E' só uma marolinha, nao vai chegar ao supermercado, nao se preocupem ...., como diz o especialista em marolinhas na economia - o Lulao.

Anônimo disse...

Agora que a gordura acabou a petezada corre pra todo lado como barata em galinheiro. Não tem competência e a vaca se encaminha pro brejo.