Dilma, furiosa, quer botar o PSB de Eduardo Campos para fora do governo do PT

* Clipping Estadão de sábado.

Dilma já planeja retirada de aliados de Eduardo Campos do governo federal
Ao receber o relato sobre o conteúdo do programa do PSB veiculado na 5ª, presidente teria se irritado e interpretado as críticas do governador como um sinal de que ele será candidato em 2014

João Domingos
BRASÍLIA - A presidente Dilma Rousseff decidiu reagir às críticas do governador de Pernambuco, Eduardo Campos, à sua gestão e à montagem da equipe de auxiliares, feitas no programa político do PSB que foi exibido na quinta-feira. Provável candidato à Presidência em 2014, Campos não citou diretamente o nome da presidente, mas o Planalto entendeu a mensagem do programa como ataque ao governo e, nos bastidores, já se prepara para tirar do PSB os cargos que possui na esfera federal.

Há um mês, todos os socialistas que estavam nas Indústrias Nucleares do Brasil (INB) foram demitidos e substituídos por petistas. No governo, o entendimento é de que o discurso do PSB tem sido de oposição.

A ira da presidente deve atingir primeiro os cargos do PSB na presidência da Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf), com orçamento de investimentos de R$ 1,9 bilhão para este ano, e a direção da Superintendência de Desenvolvimento do Centro-Oeste (Sudeco), investimentos previstos de R$ 112 milhões. Tanto João Bosco de Almeida, da Chesf, quanto Marcelo Dourado, da Sudeco, são ligados a Campos.

CLIQUE AQUI para ler tudo.

6 comentários:

Anônimo disse...

Petistas assumiram as indústrias nucleares... é amigos... EM BREVE SEREMOS A NOVA COREIA DO NORTE!

Anônimo disse...

ESSA MULHER É UMA TERRORISTA LOUCA.
QUEM VOTAR NO PT E PMDB É DÉBIL MENTAL.

Anônimo disse...

ta brabinha a sapa barbuda

Anônimo disse...

A Dilma está começando a desconfiar que o Eduardo Campos será candidato contra ela!

Fernando disse...

Quer dizer que o PSB quer ser de oposição mas não entrega os cargos? É muita cara de pau

Anônimo disse...

Esta conversa de entregar cargos é bobagem. Os cargos são do Brasil ou já pertencem ao PT? Se você é professor de uma escola e quer se candidatar a diretor, você pede demissão?