Conab emprega filho de Renan e ex-mulher de Henrique Alves

Conhecido feudo do PMDB, a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) abriga em seus quadros gente muito próxima dos favoritos para comandar o Congresso Nacional a partir de fevereiro. Rodrigo Rodrigues Calheiros, um dos filhos do senador Renan Calheiros (PMDB-AL), candidato a presidir o Senado, recebe R$ 10,5 mil mensais como assessor de Contratos Especiais da presidência do órgão. Mônica Infante Azambuja, ex-mulher do deputado Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), que pleiteia a presidência da Câmara, tem salário de R$ 10,1 mil como assessora de diretoria. Rodrigo, de 28 anos, está na companhia desde abril de 2011, mas não é assíduo no trabalho, segundo servidores.

. Segundo o jornal O Globo, Mônica é designer gráfica e chegou à Conab em julho de 2011. Ambos ingressaram no órgão quando o ministro da Agricultura, pasta a qual a Conab é subordinada, era Wagner Rossi, um político do PMDB, com vínculos com o vice-presidente da República, Michel Temer. Denúncias de irregularidades afastaram Rossi da pasta.

O MELHOR DO RS, SEGUNDO VEJA
Bier Markt
Vá conhecer na Barão do Santo Ângelo 497, ao lado do Leopoldina.
Agora, 24 torneiras de chope artesanal de várias partes do mundo, com barris alojados em câmera fria, servidos diretamente nos copos, sem serpentina. Cardápio diferenciado.
- Vá também na Castro Alves 452, três vezes seguidas
"A Melhor Carta de Cervejas", segundo Veja (2010, 2011 e 2012).

2 comentários:

Anônimo disse...

olha, pra acompanhar a politica porca dessepaiz só mesmo sendo profissional da área, só sendo remunerado para aguentar tamanhas patifarias diárias...

como nao eh o meu caso, ja penso em restringir o meu acesso a matérias de conteúdo politico...

nao da mais para aguentar...

ha dias mesmo em que o cara fica deprimido só lendo metade das noticias que revelam as intermináveis patifarias dos políticos dessepaiz...

e pra piorar aquele imprestável esta ensaiando uma volta ao picadeiro para governar sem ter sido eleito e emporcalhar mais ainda o sistema politico que ele ajudou a destruir e jogar na lama...

CARLOS SGARBI disse...

Entao nao mudou nada, daquela epoca em que o Renan era lider do FHC no congresso. O dia em que o cidadao entender que nao deve "seguir" os pensamento da dita imprensa engajada, compreendera que somos nos, OS OTARIOS CIDADAOS, que bancamos a farra, o JABA dos jornaleiros engajados, as verbinhas de publicidade que sustentam os Civitas, os Frias, os Mesquitas, etc., da vida. Alem, claro, de bancarmos a boa vida daqueles que deveriam fiscalizar, julgar, punir, etc. Triste, nao! Mas assim e o nosso pais.