Este Prêmio Nobel de Medicina denuncia o medo e a omissão dos cientistas no combate ao vírus chinês

Este desabafo é do maior pesquisador de pandemia do mundo, o professor de Medicina de Stanford, Michael Levitt, Nobel de 2013. Ele denuncia o medo e a omissão dos cientistas em relação ao combate à pandemia, com ênfase para os erros no caso do lockdown.

O material foi enviado ao editor pelo deputado federal Osmar Terra.

 

10 comentários:

Anônimo disse...

Resultado de uma 'çiensia' politizada, começando na OMS. Aqui no Brasil é pior, já que os advogados do supremo, inacreditavelmente, tomaram conta da ação que deveria ser do executivo federal e causaram o pandemonio que temos. Aqui nas coxilhas gauchas outros dois advogados incompetentes resolveram seguir a 'çiência' de pelotas, um no piratini, outro no paço municipal,o resultado é o que estamos vendo. A esperança no final de tudo é que as contas publicas fiquem equilibradas, mesmo sem arrecadação. Já o setor privado.....?

Anônimo disse...



É... Pois é, é difícil enfrentar essa gente porque eles simplesmente demonizam quem não se curva a eles. É por isso que somente as armas que pode com eles. Apesar deles acusarem os adversários de ser ditadores, são eles os ditadores que obrigam as pessoas se curvarem de uma forma ou de outra nem que para isso eles tem que esculachar o com o adversário.

adilson disse...

Observem a geração e a reação!Para nós mais velhos,desde o inicio,pela origem dos fatos,havia cheiro de chifre queimado no ar,além de virus!Mas o medo é contagioso e chegou primeiro.A indignação dele é q minha!Quem deveria nos orientar se acovardaram e nem conversa quiseram.E ainda diziam para parar de falar disso.Ele acha que foi por medo eu sei que foi por venalidade covarde.Pagaremos amargamente por isso.Algumas vozes a falar no deserto apenas.Foi um enorme experimento que doravante será aplicado nas politicas publicas mundiais pelos globalistas e o primeiro alvo será essa geração que se acovardou,verão!

Anônimo disse...

CORRETO este SENHOR!

AQUI a politica influenciou todos os poderes, portanto, não só a politica como também a ciência que aqui não existe.

A CIENCIA daqui é a palavra da OMS.

TODOS querem aqui aparecer em público para se promover inclusive judiciário e o MP.

AQUI vem primeiro a MIDIA depois a ciência, povo que se dane pra pagar a conta que virá com mais impostos e inflação.

PENA que não temos o PARLAMENTARISMO com o VOTO DISTRITAL!

Anônimo disse...

Como temos uma mente de criança com escolaridade linguística nos governando, RGS está quebrado, mas haverá um troco para pagar a folha daqueles que vivem em Florianópolis.

VIVA O LOCKDOWN;

VIVA WORK HOME;

VIVA BEACH!

Joel Robinson disse...

Impressionante que aqui no Brasil, o vírus não serviu para mudar nada. Os ricos, continuam ricos, os egoístas, continuam egoístas, os burros, continuam burros, os insensíveis, continuam insensíveis, quem não tinha amor ao próximo, continua sem amor ao próximo, quem não tinha empatia, continua não tendo empatia, enfim, nada mudou.

Anônimo disse...

Mudou sim, querido... ninguém sai de uma guerra melhor do que era quando entrou... esses oportunistas que pregam essa tal de empatia - vamos ser mais solidários, tolerantes, leia-se, seja solidário e tolerante comigo - não sabem o que os aguarda. Nós, os pacíficos, estávamos quietos, mas, como diz o ditado, não mexe com quem está quieto. Não, não somos mais os mesmos, fofo!

José Corrêa disse...

Apesar do vírus chinês, o #gaadoPTba Joel Robinson das 13:05 não mudou!!!

Anônimo disse...

A China, OMS e a omissão coletiva causaram o maior crime contra a humanidade do século XXI até agora.

Unknown disse...

Basta um.pouco de bom senso para saber que a escolha feita pelos.prefeitos e governadores escoltados pela mídia estava errada. Sem ciência. Quanto ao Robinson acima , essa conversa de querer achar que somos desumanos porque somos contra lockdow não nos alcança. Não tem nada a ver com isso é nem me sentir o culpado por nada. A quarentena tem matado muita fé te de fome , suicídio e desespero e os quarenteneiros não estão nem aí. Não é porque são mais humanos. É só.uma mistura de medo de pegar o vírus com politicagem sórdida.