Artigo, J.R. Guzzo, Veja - Farms here, forest there

Nada é mais cômodo do que viver convencido de que certas coisas não podem ser discutidas, pois são a verdade em estado definitivo. É o que está acontecendo hoje com a questão ambiental pelo mundo afora — especialmente no Brasil.

Ficou decidido pela opinião pública internacional e nacional que o Brasil destrói cada vez mais as suas florestas — por culpa da agropecuária, é claro. Terra que gera riqueza, renda e imposto é o inferno. Terra que não produz nada é o paraíso. Fim de conversa.

Os fatos mostram o contrário, mas e daí? Quanto menos fatos alguém tem a seu favor, mais fortes ficam as suas opiniões.

Ninguém imagina, pelo que se vê e lê todos os dias, que a área de matas preservadas no Brasil é mais do que o dobro da média mundial. Nenhum país do mundo tem tantas florestas quanto o Brasil — mais que a Rússia, que tem o dobro do seu tamanho, e mais que Canadá e Estados Unidos juntos. Só o Parque Estadual da Serra do Mar, em São Paulo, é duas vezes maior que a maior floresta primária da Europa, na Polônia.

Mais que tudo isso, a agricultura brasileira ocupa apenas 10%, se tanto, de todo o território nacional — e produz mais, hoje...

CLIQUE AQUI para ler tudo.

10 comentários:

O Libertário disse...


Para livrar-se disso precisa conhecer os fatos; para conhecer os fatos precisa se interessar por informação de conteúdo. Isso "dá trabalho", "é chato". Importante mesmo são pautas como sexo precoce, pedofilia, feminismo, pederastia, gaysismo, "empoderamento". Por isso tem tanta ONG de países ricos financiando essas pautas por aqui.

Anônimo disse...

Pesquisei para ver quem era esse "expert" J.R. escrevendo sobre assuntos técnicos.

RESULTADO: o referido artigo foi para o LIXO.

Anônimo disse...

J.R.Guzzo arrasador...

Anônimo disse...

Belo e realista artigo, toca principalmente no cinismo e na hipocrisia dos europeus que há séculos já destruíram quase toda suas matas nativas e criaram crises ambientais enormes, excetuando a região da eurasiana Sibéria que só não foi destruída porque é quase inóspita e por isto com muito baixa população. Temos que defender nossos interesses e desconfiar fortemente dos brasileiros "bonzinhos" aliados a estrangeiros que querem a todo custo impedir o crescimento não somente da agricultura como também da mineração. Vejam o caso da mineração de titânio no litoral em São José do Norte, uma região paupérrima que pode ter uma boa fonte de renda com a mineração, mas que brasileiros "bonzinhos" (esquerdopatas ecologicamente corretos que desprezam totalmente o desenvolvimento do Brasil) fazem o diabo há décadas para impedir todos os projetos ali existentes.

Anônimo disse...

Mandem uma cópia desse artigo para a Gisele Bundchen e outra para ser lida no Jornal Nacional, durante uma semana, na abertura. Quem sabe o povo brasileiro toma ciência e os artistas começam a pensar.

Alberto disse...

Tem que ter um equilibrio senão a humanidade vai acabar...

Anônimo disse...

VOCÊ RESUMIU TUDO. ESTAS ONG'S SÃO UM BANDO DE "COISAS EM SI MESMAS". PERGUNTEI A VÁRIAS - QUANTAS ÁRVORES VOCÊS PLANTARAM NO BRASIL? NENHUMA RESPONDE. CADE A PRESTAÇÃO DE CONTAS? É UM MISTÉRIO. E A GREENPEACE LÁ FORA É CONHECIDA COMO A GREEN PISS...
FAÇO AS MINHAS PALAVRAS DO FINAL DO ARTIGO QUER DEVERIA SER ESPALHADO;
Sustentam com dinheiro e influência política os Green¬peaces deste mundo, inclusive no Brasil. Seu objetivo é claro. A agropecuária deve ser atividade privativa dos países ricos — ou então dos mais miseráveis, que jamais lhes farão concorrência e devem ser estimulados a manter uma agricultura “familiar” ou de subsistência, com dois pés de mandioca e uma bananeira, como querem os bispos da CNBB e os inimigos do “agronegócio”.
Fundões como o Brasil não têm direito a criar progresso na terra. Devem limitar-se a ter florestas, não disputar mercados e não perturbar a tranquilidade moral das nações civilizadas, ecológicas e sustentáveis. E os brasileiros — vão comer o quê? Talvez estejam nos aconselhando, como Maria Antonieta na lenda dos brioches: “Comam açaí

JOEL ROBINSON
ANTI ATIVISTA AMBIENTAL

Anônimo disse...

Como alguns canalhas dos EUA e Europa tem inveja desse nosso Brasil. Eles querem por tudo se apoderar dessas terras, das nossas riquezas. O que nos causa indignação é que muitos indivíduos que nasceram nessa terra resolveram nos jogar na cova dos leões e entregá-la como é o caso do FHC.

Anônimo disse...

Alberto disse...
Tem que ter um equilibrio senão a humanidade vai acabar...
20 de janeiro de 2019 10:49


o ponto de equilíbrio ja foi alcançado...

a humanidade ja entrou no ponto de esgarçamento do progresso, tanto ambiental, como econômico...

agora é decadência...

veja as modalidades de empregos que estão sendo criadas...

praticamente regredimos varias décadas, onde todos agora são "colaboradores", e não mais funcionários...

mas voce ganha mais como "colaborador", sem ter vinculo empregatício?

NAO!

pelo contrario, ganha muito menos, o que acabou refletido em um estudo feito na Europa onde somente na Noruega os filhos conseguiram ter uma renda um pouco mais alta do que seus pais quando esses tinham a mesma idade...

ou seja, um jovem de 25 anos, hoje, ganha menos do que o seu pai quando esse tinha 25 anos...

la na BBC Brasil tem uma matéria sobre a Espanha e os tais "millenials", geração que, mesmo sendo mais moderna e atualizada, ja não consegue mais se sustentar apenas com um emprego, digamos, formal...

tem de atravessar a cidade em uma bike para entregar documentos, papeis, comida...

os jovens estão todos sendo transformados em entregadores de alguma coisa, quando achávamos que a essa altura do desenvolvimento, os empregos seriam de melhor qualidade, deixando mais tempo livre para ter qualidade de vida...

foi essa a promessa que nos fizeram a respeito do futuro...

mas a realidade esta se mostrando exatamente o oposto disso...

Anônimo disse...

"Associação de produtores de milho de Ohio reconhece que o debate do uso indireto da terra tem muitos argumentos de ambos os lados da questão. Independentemente disso, parar desmatamento tropical é uma vitória para a competitividade da agricultura dos EUA, bem como acabar com o debate sobre o papel do milho no uso indireto da terra."—Dwayne Siekman
Ohio Corn Growers Association

ENTÃO ATRAVÉS DAS ONG'S QUE SE VENDEM PARA ISSO, CRIMINALIZAM O BRAZIL COM A CONIVÊNCIA DE MUITOS BRASILEIROS QUE CONTRIBUEM PARA ELA E COM AJUDA DA MÍDIA ESQUERDOPTA.
ARRECADAM BILHÕES DE DÓLARES PARA SUBJUGAR O BRASIL, MAS NÃO ADIANTA, É VAI SE O CELEIRO DO MUNDO QUEIRAM OU NÃO.
JOEL ROBINSON