Após ameaça do ministério da Cultura, Facebook levanta censura sobre foto de índia nua

O Facebook republicou na noite desta sexta-feira a fotografia de um casal de índios que havia sido bloqueada da fanpage do Ministério da Cultura, após o ministro Juca Ferreira ter comunicado que processaria a empresa pelo que classificou de "censura".

Na foto, uma mulher indígena aparece com os seios despidos. A imagem, de autoria de Walter Garbe, faz parte do acervo de um portal lançado nesta sexta-feira (17) com mais de 2.000 fotografias históricas dos séculos 19 e 20.

Segundo o ministério, o Facebook "censurou" a foto e feriu a Constituição de 1988, o Marco Civil da Internet, o Estatuto do Índio e a Convenção da Unesco sobre Proteção e Promoção de Diversidade e das Expressões Culturais.

A postagem original com a foto do casal foi feita no dia 15 de abril e bloqueada pelo Facebook no dia 16. Uma equipe do Ministério da Cultura teria entrado em contato com a direção do rede social no mesmo dia para pedir o desbloqueio, mas, de acordo com o ministro, a diretoria de relações institucionais comunicou que a restrição seria mantida.

Algumas horas após a comunicação do Ministério da Cultura sobre o possível processo, a rede social voltou atrás da decisão e republicou a foto.

A assessoria de imprensa do Facebook disse "não ser fácil" equilibrar a livre expressão com a "experiência confortável em uma comunidade global e culturalmente diversa". "Respeitamos leis locais e, assim como qualquer outra mídia, temos limitações com nudez."
A atitude da empresa, segundo Juca Ferreira, não muda o processo iniciado pelo Ministério da Cultura. Ele afirmou ser necessário discutir a governança da internet e buscar uma regulação multilateral. "Precisamos garantir, entre outros direitos, a neutralidade de rede, a liberdade de expressão, a livre circulação de ideias, a soberania das nações e a autodeterminação dos povos", disse ele, que considerou a republicação da foto "uma vitória do povo indígena."

Para o ministro, o processo não prejudicaria o acordo feito entre o governo e o Facebook anunciado na última semana. "Em nenhum momento, o Facebook ou nenhuma outra instituição recebeu aval para censurar o Estado brasileiro. Uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa" afirmou Ferreira, que a decisão buscava "reparar uma agressão à nossa soberania."

Política do Facebook
De acordo com os "Padrões de comunidade do Facebook", são removidas "imagens de seios que mostram os mamilos". No entanto, a rede diz apoiar iniciativas de mulheres amamentando ou exibindo os seios após uma mastectomia.

"Restringimos a exibição de nudez, pois alguns públicos da nossa comunidade global podem ser mais sensíveis a esse tipo de conteúdo, principalmente devido à bagagem cultural ou à idade", informa o documento com as "regras" de postagem no Facebook. 

11 comentários:

Anônimo disse...

COMO O GOVERNO PETRALHA DEDICA TEMPO E ESFORÇOS PARA COISAS ÚTEIS E IMPORTANTES...

COM UMAS TETAS CAÍDAS DAQUELAS, MELHOR TERIA SIDO A CENSURA...

Anônimo disse...

O cara da foto parece com o exterminador do futuro e a mulher, pela feiura e pela estética, deve ser petista de alto escalão!!

FAÇANHA, o advogado do povo disse...

Sendo o Ministério da Cultura mais um dos cabides de empregos para petistas desocupados, querem que se ocupe de assuntos sérios?

NEWTON disse...

Uma cidadã brasileira, homenageando os índios no carnaval, vestida de índio com os seios de fora, não pode. Uma índia com os seios de fora, pode. SAÚDO ENTÃO O GRANDE PODER DOS ÍNDIOS NO SÉCULO XXI.

Ou por outro ângulo, mulher índia não é mulher é .......

Anônimo disse...

Ridículo, porque diabos o Facebook não pode remover as fotos que bem entende? O governo quer controlar até isto? Porque o governo não usa seus portais para mostrar as fotos que quiser? O governo tem contrato com Facebook?

Anônimo disse...

meu Deus, é o Estado se metendo em tudo!!!

ate nas regras impostas, explicadas e concordadas pelos participantes da tal rede social...

quem quer expor seios, de índia ou não, deve procurar outro lugar...

agora todos tem o direito de expor suas tetas em todo o lugar?

Anônimo disse...

A "índia" da foto está vestida à maneira das mulheres das tribos africanas, além de ter o cabelo crespo. Lembra a notícia da invenção da tribo yanomami que não existia na área requerida, antes da propaganda para demarcação das reservas indígenas, conforme depoimento de sertanistas que atuaram no local.

Anônimo disse...

Que tal publicar uma foto da Dilma com as tetas de fora.

Anônimo disse...

Os FDP violam os termos de uso do FB e querem processar a empresa. Coisa típica da escória petistas.

Roberto Ebelt disse...

É a esquerda, politicamente correta, infernizando a vida de tudo e de todos.
Felizmente já existe um deputado cogitando da criação de um partido de centro-direita, porém o temor continua: por que não criar um partido de direita?
A esquerda nunca deu certo no longo prazo. Suas ações não passam de soluções temporárias. Saudades da Margareth!

Roberto Ebelt disse...

É a esquerda, politicamente correta, infernizando a vida de tudo e de todos.
Felizmente já existe um deputado cogitando da criação de um partido de centro-direita, porém o temor continua: por que não criar um partido de direita?
A esquerda nunca deu certo no longo prazo. Suas ações não passam de soluções temporárias. Saudades da Margareth!