Depois de altas espetaculares, o mercado de imóveis ajusta-se e busca um consumidor mais cauteloso

Vale a pena ler este resumo de ampla reportagem do jornal O Globo sobre o que o jornal chama de "estouro da bolha imobiliária", título que em absoluto reflete as altas verificadas no mercado há alguns anos, resultado dos ajustes dos preços deprimidos ao longo de duas dezenas de anos.De qualquer modo, a reportagem vale pelos números, que são um alerta para quem produz, vende e compra imóveis. 

1. Lançamentos em série, vendas meteóricas, escalada de preços. Esqueça. Tudo isso ficou no passado do mercado imobiliário brasileiro. Com a crise político-econômica, os negócios no setor esfriaram. Houve estabilização de preços e, com o freio no consumo, os estoques de unidades prontas cresceram.
      
2. Ano passado, as vendas de imóveis encolheram 35% e não dão sinal de recuperação. Para ganhar a confiança do agora supercauteloso consumidor, construtoras e imobiliárias já oferecem promoções de até 20% de desconto e negociam melhores condições de pagamento. No segmento de imóveis usados, que precisa concorrer com a grande oferta de novos, as reduções de preço são mais frequentes, mesmo em cidades como o Rio, considerada a melhor praça do setor no país.
        

3. Nesse cenário, a exemplo do que já fizeram ano passado, as construtoras vão reduzir lançamentos em 2015. Em São Paulo, o estoque de imóveis prontos é recorde, com mais de 27 mil unidades à espera de comprador. Em Brasília, as vendas caíram pela metade, puxando redução de até 20% nos preços.

3 comentários:

Anônimo disse...

Políbio,

O Brasil é um país ÍMPAR.

Só aqui uma bolha consegue "esvaziar", quando deveria explodir(Fisicamente falando).

O Brasil esta esvaziando!!

Daqui a 3/4 meses, estará "murchinho"!!

JulioK

Anônimo disse...

VINTE POR CENTO DE DESCONTO É BRAVATA,AUMENTAM A TALELA PARA HAI DAR O DESCONTO. COMO NOS AUTOMÓVEIS.

POR ENQUANTO SEM COMPRA.

SE UM APOSENTADO COMPRAR IMOVEL OU CARRO FINANCIADO, DESCONTA DIRETO DA APOSENTADORIA. ISSO NÃO SE FAZ NUNCA. NEM EMPRESTIMO DIRETO, COME BANANA, PAO COM AGUA ATÉ EQUILIBRAR A CONTAS.

Anônimo disse...

Tomara que daqui pra frente despenque os preços, torço pra essa bolha arrebentar!!!!!