Nem tudo é crise no Pólo Naval do RS

Com um investimento de R$ 20 milhões, a irlandesa Suretank instalou sua primeira fábrica na América, em Caxias do Sul. A fabricante de contêineres e tanques para a indústria de petróleo, que até então tinha apenas um escritório comercial no estado do Espírito Santo, entra para a cadeia de fornecedores do Polo Naval de Rio Grande. É uma boa notícia para o a indústria naval do sul, que nos últimos meses vem amargando dificuldades, em um cenário marcado por demissões e incertezas 

especialmente no incipiente polo naval de Charqueadas, município próximo de Porto Alegre.

CLIQUE AQUI para ler tudo. O material é da CQ7 Comunicação, www.cq7.com.br

Aberto hoje, sábado.
5o ano, o melhor na sua categoria

segundo Veja ("Comes e Bebes"

3 comentários:

Anônimo disse...

faça me o favor agora arrumaram um polo naval em caxias , a ponta final esta em rio grande e os fornecedores a mais de 300 km de distancia quanto vai custar transportar qualquer coisa produzida la ja que as rodovias sao cheias de pedagios a historia e sempre a mesma tudo para olado norte do estado e o sul que se exploda , nao serviu de liçao o polo naval de charqueadas que nasceu morto so existiu na cabeça do governador que alias ate ho nao disse a que veio

Anônimo disse...

Prô estado seguir em ritmo acelerado ao caos econômico e social, é só reeleger o Pinóquio.

Anônimo disse...

SÓ O CAPITALISMO SALVA!
FORA COMUNISMO BOLIVARIANO PETRALHA!