Agora, sim, Ministério Público Federal começa a investigar Lula como verdadeiro chefe do Mensalão

- Capa da Folha de hoje. O assunto por pouco não passou ignorado nos jornais do RS. Os veículos do PIG, a mídia paga pelo governo, reptam o PT a sair às ruas para defender Lula da cadeia, mas esquecem de pedir o mesmo em relação a Fernandinho Beira-Mar. 

A Procuradoria da República no Distrito Federal (PRDF) instaurou, nesta sexta-feira 5, um inquérito para apurar suposto envolvimento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no esquema do mensalão. O inquérito foi aberto para investigar a acusação de que Lula negociou com Miguel Horta, então presidente da Portugal Telecom, o repasse de recursos para o PT.

. Os procuradores pediram à Policia Federal a abertura de inquérito para investigar acusações feitas ao procurador-geral da República, Roberto Gurgel, pelo empresário Marcos Valério, operador do esquema, contra Lula e contra o ex-ministro Antonio Palocci. Essa é a primeira vez que será aberto inquérito para investigar se Lula atuou no mensalão.

. Até então, a Procuradoria havia apenas instaurado seis procedimentos preliminares para analisar as acusações feitas por Valério. Ao analisar as acusações que envolveram a Portugal Telecom, os procuradores decidiram abrir inquérito para aprofundar as investigações. No depoimento de Valério, Lula e o então ministro da Fazenda Antonio Palocci se reuniram com Miguel Horta no Palácio Planalto para combinar que uma fornecedora da Portugal Telecom em Macau, na China, transferiria R$ 7 milhões para o PT.

Denúncia

Segundo Valério, esse dinheiro chegou ao Brasil por meio de contas bancárias de publicitários que prestaram serviços para campanhas eleitorais petistas. As negociações com a empresa portuguesa estariam por trás da viagem a Portugal feita em 2005 por Valério, seu ex-advogado Rogério Tolentino e o ex-secretário do PTB Emerson Palmieri.Valério diz ainda que o dinheiro foi usado para pagar a dupla sertaneja Zezé Di Camargo e Luciano, além do publicitário Nizan Guanaes, em 2005. A dupla sertaneja atuou na campanha presidencial de Lula em 2002 e em campanhas petistas em 2004. Nesse mesmo ano, Nizan comandou a campanha derrotada de Jorge Bittar (PT) à prefeitura do Rio.

11 comentários:

Anônimo disse...

GOZOU,VAI PAGAR?

LULA,aproveitou,gozou ,quando lhe cobravam os DESMANDOS(roubos na linguagem direta,prevaricação ee nepotismo)as delícias,completamente impune,livre leve e solto,até um cabaré voador inventou,as custas do erário, como ninguém até hoje neste pais;será que vão lhe apresentar a CONTA?
VAI PAGAR?
VAI RIR E DIZER "INVENÇÂO DAZELITE"?


CARLA disse...

CADEIA PRA ESTE SALAFRARIO.....

Anônimo disse...

"Eu num sabia di nadia, nem conheci eça tar de Rosemeri"

Anônimo disse...

Lula! Muito antes de tú ceifar o dedinho da mão esquerda, já se dizia que todo pinguço é culpado!

Nem dirigir um automovel e muito menos um País!

Vá trabaiá pra pagar a tua cachaça, não encomodes a população com a tua bebedeira!

Anônimo disse...

ROUBOFOBIA - DESCRIMINAÇÃO PARA COM POLÍTICOS CORRUPTOS E LADRÕES.

TEM QUE INVESTIGAR, O BRASIL TEM QUE PAPAR DE PROTEGER ESTE CIDADÃO ATÉ A DONA MARISA SABENDO QUE É OU QUE FOI PRIMEIRA CORNA DO PAIS NÃO FEZ NADA...

Aristóteles disse...

Agora o câncer avança rápidinho!!!

Justiniano disse...

Aqui a RSB e a primeira dama baba-ovo do RS não divulgam as malfeitorias dos petralhas!!!

Anônimo disse...

As autoridades prevaricaram, lula disse que levou uma punhalada nas costas quando lhe foi dito da roubalhaira, e que foi feito? nada.
Só um tribunal internacional para julgarem estas autoridades e mais o lula, ficou ben claro na época que havia uma quadrilha no governo e fizeram vista grossas, portanto houve prevaricação, todos deveriam ser demitidos a bem do serviço
publico.

Eduardo Menezes

Anônimo disse...


MPF precisa abrir a caixa-preta do mensalão tucano de 2002 e na Telesp.



Apesar de quererem usar essa nota para atacar o presidente Lula, e o PT, a notícia é preocupante é para o tucanato da privataria.

No referido depoimento, Valério teria dado o número de uma conta no exterior do publicitário Nizan Guanaes para, supostamente receber por caixa-2, segundo o jornal Estadão, que diz ter lido o depoimento sigiloso. Porém, Guanaes atuou na campanha presidencial de José Serra (PSDB-SP) em 2002, e o noticiário de agosto de 2004 dizia que ainda havia dívidas de campanha para pagar.

A Portugal Telecom foi a compradora da Telesp Celular na privataria de 1998, e de parcela significativa da Telesp fixa. Aliás, às vésperas da privataria, a SMPB de São Paulo, empresa de Marcos Valério, realizou transações milionárias na Telesp, ainda estatal sob domínio tucano, em valores suspeitos, dez vezes acima do contratado. E o caminho do dinheiro foi para 6 empresas com características de serem "de fachada". Teriam sido abertas apenas para receber dinheiro oriundo do caixa da Telesp, e todas as 6 empresas são dos mesmos donos. A CPI dos Correios chegou a iniciar uma linha de investigação nessa questão, mas acabou não aprofundando.

A pergunta que o povo precisa de respostas é: Por que o Ministério Público Federal em São Paulo não investigou a conexão Telesp do "mensalão"? Talvez essa investigação no DF abra essa caixa-preta.

Anônimo disse...

E a "privataria" tucana quando o NPF vai investigar? Ou tem mendo da midia marrom glace?

Anônimo disse...

MENINO DO MEP !!!!

MENINO DO MEP !!!

MENINO DO MEP !!!

MENINO DO MEP !!!