CPI quer ouvir radialista que teria recebido dinheiro de Cachoeira por ajudar Perillo.

CLIQUE AQUI para ler a nota do radialista Luiz Carlos Bordoni, postada neste sábado. Ele desmente integralmente as denúncias feitas pelo Estadão e repercutidas na CPI do Cachoeira. O radialista conta em detalhes o que ocorreu. Ao final da nota, ele foi duro com os adversários de Marconi Perillo:
19. Num mundo onde os boquirrotos duvidam ate da virilidade do meu amigo Jesus Cristo, estou a ouvir o crocito dos corvos. Pobres genitoras  que mal sabem a droga que pariram.

A notícia a seguir é do jornal O Globo deste sábado.

CPI deve ouvir radialista que recebeu dinheiro de Cachoeira
Pagamento por serviço prestado a Perillo foi feito pela Alberto & Pantoja; governador nega
Jailton de Carvalho, O Globo
Depois de ser convocado pela unanimidade dos votos dos integrantes da CPI do Cachoeira, o governador de Goiás Marconi Perillo (PSDB) pode se complicar ainda mais.
O senador Pedro Taques (PDT-MT) anunciou nesta sexta-feira que, na segunda-feira, pedirá a convocação do radialista Luiz Carlos Bordoni, que contou na última quinta-feira ter recebido dinheiro da Alberto & Pantoja Construções como pagamento a serviços prestados à campanha eleitoral de Perillo em 2010.
A Alberto & Pantoja é uma das supostas empresas fantasmas usadas pelo bicheiro Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, para lavar dinheiro da Delta Construções, conforme relatório da Operação Monte Carlo.
O senador Randolfe Rodrigues (PSOL-AP) e o deputado Rubem Bueno (PPS-PR) endossam a convocação do radialista. Taques também examina a possibilidade de chamar para depor Bruna Bordoni, filha do radialista. O dinheiro da Alberto & Pantoja foi depositado na conta de Bruna por sugestão do pai.
— O radialista pode colaborar com elementos que confirmem ou não o envolvimento do governador Perillo com os negócios de Cachoeira. A CPI é o lugar ideal para que ele preste estes esclarecimentos — disse o deputado Rubens Bueno.
O assunto veio a público na terça-feira durante o interrogatório do senador Demóstenes Torres (sem partido-GO) no Conselho de Ética do Senado. Taques fez perguntas sobre a até então desconhecida Bruna, e Demóstenes se embaraçou nas respostas.
Na quinta-feira, o próprio Bordoni confirmou ao jornal “O Estado de S. Paulo” que recebeu R$ 45 mil da Alberto & Pantoja, em 14 de abril do ano passado. O dinheiro corresponderia à metade de uma dívida pendente de R$ 90 mil pelos serviços prestados à campanha de Perillo ao governo de Goiás, em 2010.

CLIQUE AQUI para ler toda a reportagem.

Um comentário:

Anônimo disse...

O Governador de Goias Marcondes Pirillo do PSDB está com a batata assando. Tem provas para ser cassado e preso junto com o Bicheiro Cachoeira e o Senador DEMostenes Torres.