Santiago Rodríguez, politólogo, Caracas - A travessia na Venezuela registra interregno perfeito

Em política, quando uma situação está por terminar, mas ainda não terminou, e outra está por nascer, mas ainda não nasceu,chama-se a isto de "interregno".

Um ciclo está morrendo, mas não termina de morrer; frente a um ciclo que está nascendo, mas ainda não terminou de nascer. Estamos numa sociedade convencida de que o estado de coisas em que vive já não é tolerável e deve ser substituído, porém os convocados a substitui-la não podem fazer isto e não concluem a substituição da ordem das coisas velhas.

Isto é uma típica situação de crises. E as crises duram pouco.

CLIQUE AQUI para ler mais. O texto está em espanhol. Se você não entender, use o translator.

2 comentários:

Anônimo disse...

As crises duram pouco?! Essa situação cada vez mais dramática e insustentável na Venezuela comunista já dura pelo menos há uns três, quatro anos.. as pessoas estão famintas, doentes, desesperadas, em fuga diária e sem dinheiro.. nas últimas 48 hs morreram quatro rapazes nas ruas do país, fuzilados enquanto participavam dos protestos.. tem engenheiro naval venezuelano catando material reciclável em lixão de Roraima pra sobreviver... quem tá ajudando a fazer a segurança armada do ditador NM é o cartel do narcotráfico...

Anônimo disse...

esse Maduro é psicopata