Abert tira nota de repúdio contra o presidente do Sindicato dos Jornalistas do RS

A Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão, ABERT, emitiu nota de repúdio contra o pesidente do Sindicato dos Jornalistas do RS, Milton Simas Júnior, que impediu a equipe da Record de realizar uma gravação próxima ao acampamento lulopetista de Curitiba.

A Abert diz que o repórter Marc Souza foi abordado por Simas Júnior, intimando-o a sair dali e buscar proximidade da Polícia.

O incidente repercute em todo o País.

No RS, o Clube de Opinião tirou nota condenando a ação de Simas Júnior, que tentou se explicar, dizendo que agiu para proteger a integridade física do repórter, quando na própria gravação vê-se claramente que ele critica o colega, dizendo que seu veículo fazia parte da mídia golpista q epoderia sofrer represália no acampamento.

A mídia internacional não amestrada também já repercute o caso.

19 comentários:

Anônimo disse...

Esse é o modus operandi da seita petista. Esse partido tinha que ser extindo. Ele que provoca desavença entre o povo.

Anônimo disse...

O senhor que dizer que a Abert emitu uma nota. "Tira" nota é uma das coisas mais bagaceiras que já li, ainda mais vindo de um jornaleiro.

Anônimo disse...

Nem na Síria,no Iraque ou no Afeganistão os jornalistas são barrados.
Aqui esse c* de cachorro vestiu uma camisa da cut e se acha no direito de impedir uma equipe de realizar seu trabalho.Essa cabrita PTralha,igual aos outros, quer capitalizar a prisão do seu chefe e no fundo,talvez no futuro,ser candidato para "lutar" pela categoria.
Vagabundo.

Anônimo disse...

Hahaha, e o traste não foi nomeado por ninguém. Foi eleito pelos da sua categoria. Quiçá até reeleito já foi. E todo mundo, com certeza, sabia ser ele um agro-jagunço do MST. Por isso que no Rio Grande do Sul já elegeram dois governadores petistas, que acabaram com o Estado. E não passa uma eleição que um traste vermelho não se eleja senador pelo RS. Sinceramente, gaúchos, vocês merecem levar mijadas desse marginal travestido de jornalista.

Anônimo disse...

Repercute bosta nenhuma...O que repercute são os tiros no acampamento petista em Curitiba. Começou a correr bala...Vai sobrar para muito radical, dos dois lados.

Anônimo disse...

O que houve em Curitiba é tão grave quanto o que ocorre com jornalistas no Afeganistão, Venezuela, Síria e Iraque. O pior é que foi feito por um jornalista militante de esquerda, vejam portanto a "isenção" deste representante da "liberdade" de imprensa.

Anônimo disse...

Independente de ser uma ameaça ou não, sem entrar na discussão, os pontos principais para mim são:

1.O que o vagabundo pelego fazia em um acampamento de mortadelas com a camisa do MST ???

2. Quem paga seu salário, qual a empresa/vítima da imprensa golpista ?

3. Esse desqualificado realmente representa os jornalistas gaúchos, já que foi eleito como presidente do sindicato ?

Anônimo disse...

Pelamordedeus, POLÍBIO ! Para de usar a palavra TIROU nota... Isto é linguagem cunhada pelo petismo. O português oferece outras, tais como: REDIGIU nota; LANÇOU nota; APRESENTOU nota; TORNOU PÚBLICA uma nota; OFERECEU nota... Larga esta merda do TIROU NOTA !

Anônimo disse...

essas notinhas de repudio e` pra ingles ver

Anônimo disse...

pela imediata demissao de Nado Gross da Radio Guaiba

Anônimo disse...

O presidente de um Sindicato representa, em tese, uma categoria, pois então, deduz-se que os jornalistas são na sua maioria "lulocomunopetistas" e esse Sr está no seu papel de sindicalista, o que não poderia ter feito é barrar o direito ao trabalho do "colega", mas como trancar ruas/estradas, invadir prédios, colocar fogo em pneus, fazer barricadas é o mote dessa turba, "tudo como dantes no quartel d'Abrantes". Só os "outros" que são intolerantes.

Anônimo disse...

É isso que dá em acreditar em jornalista esquerdista.
São todos terroristas.

Anônimo disse...

Enquanto isso o sindicato está quebrado.

Anônimo disse...

Fez muito bem. Vi o vídeo do cara intimidando o repórter, tava parecendo aqueles ditadores bolivarianos, o pior que era pra defender corrupto de estimação, aliás político corrupto de estimação.

Anônimo disse...

PT “tirou nota” do bolso e comprou esse presidente de sindicato dos jornalistas !!

Impixa nele também ... ora bolas !

Dai ele vira apenas barraqueiro acampado em troca de uma fatia de mortadela comprada com dinheiro da Petrobras

Anônimo disse...

ESTE partideco nanico PT só restou um acampamento de famintos, vadios, bebados pagos no entorno de curitiba é restou apenas umas barracas fedorentas com gente paga kgando no meio da rua e ainda tem pesquisas dando ao chefe criminoso vitoria em 1 turno ora esta ja passou da hora d investigar esses institutos vermelhos

Anônimo disse...

querem esconder os mendigos, bebados drogados , vagabundos pagos q estao la nas barra cas fedidas

Anônimo disse...

Nando Gros suja a imagem e o legado da Calda jr

Erson Leal Ramos disse...

Há 30 anos atrás, no período de "democracia" esta bosta de sindicato "caçou" o meu registro por não ser graduado em comunicação social, mesmo tendo atendido todos os quesitos da lei de provimento inclusive o que não era solicitado como graduação em outra competência e pós em comunicação corporativa (novidade na época). Meu "crime"? Depois de flertar com a esquerda na missão jornalística em jornais como Folha da Tarde me posicionei como um jornalista de centro direita mantendo isenção na minha conduta. Não conseguiram fazer o mesmo com figuras ligadas a grandes redes de comunicação do estado, porém foram implacáveis com os profissionais independentes ou ligados a pequenos veículos de comunicação. Entrei na justiça e minha ação foi apensada a demanda que foi vitoriosa em 2009 no STF. Saí das redações, mas não do jornalismo sempre sendo achacado pelos pulhas comunistas desta bosta de sindicatinho... Hoje com meu registro restabelecido no MTE quero mais que esta m* pegue fogo... é o sindicato com a maior concentração de idiotas por m². Este simas é apenas mais um imbecil neste gueta marxista.