Nesta sexta, crise política na rua, FFAA ofereceram ajuda a Alckmin

Na última sexta-feira, com a tensão nas ruas de São Paulo por causa do depoimento de Lula à Lava-Jato, o governador Geraldo Alckmin (PSDB) recebeu o telefonema de um oficial da Aeronáutica pondo a Força à disposição, informam as repórteres Geralda Doca e Jaqueline Falcão, de O Globo.

— Eles ligaram se colocando à disposição, mas não teve nenhuma necessidade — afirmou Alckmin.

Isto é o que informa hoje o colunista Ricardo Noblat, O Globo. 

7 comentários:

Emmanuel disse...

Aeronáutica ? Telefonema ?
Isso tem jeito é de conversa fiada ....

Anônimo disse...

Acredito não.

Anônimo disse...

Dia 13 precisamos de muita segurança na Rua, pois o chefe da quadrilha incitou abertamente o confronto nas ruas ao conclamar seus quadrilheiros travestidos de militantes para impedir que o povo ordeiro peça o impeachment da terrorista de forma democrática e de acordo com a constituição que o meliante nunca respeitou.

Anônimo disse...

Alckmin outro comunista que presta vassalagem a ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA PT. DEVE TER O MESMO DESTINO DE TODA ESCÓRIA VERMELHA. VALA RASA

Anônimo disse...

Qual a patente desse oficial? Qual a autonomia que tem esses oficial? Está acima do Comandante da Aeronautica, tipo Ministro da Defesa ou a Presidencia da República? Se não, os demais oficiais, Sargentos, cabos e soldados, não são obrigados a cumprir a ordem desse oficial, porque ordem ilegal não se cumpre, vide o art. 142 da CF/88.

Anônimo disse...

Alckmin eh um bananao. Saudades do Covas que era homem de verdade.

Anônimo disse...

No final das contas, todos estão trabalhando é para salvar a própria pele. Forças Armadas, Empresários, Políticos, imprensa e mídia e etc.

Os que ainda tem ou tiveram nos últimos anos ou décadas qualquer cargo de alto escalão, estão todos trabalhando para manter o que "conquistaram". O resto que tem que se virar para sobreviver, estão nas ruas aí.

Problema é que tem gente ainda que acredita na turminha oportunistas que muda de lado de acordo com a situação. E no futuro serão esses que irão fazer novas desgraças e serão os futuros vilões.

Não é a toa que os espertalhões fazem carreira ao longo da história, por que a renovação é constante. Entra um e sai outro o tempo todo.