Tarso não gosta de ser comparado com o general Astray e processa João Luiz Vargas

Tarso se incomodou ao ser comparado com o general Astray, cujo brado de guerra era "Viva a Morte !".



Será no dia 15 de agosto, 17h, no 2º Juizado Especial Criminal a primeira audiência do processo movido pelo Ministério Púbico Estadual, a pedido do governador Tarso Genro, contra o ex-presidente da Assembléia e ex-presidente do Tribunal de Contas, João Luiz Vargas.

. João Luiz acaba de escrever o livro “Conspiração Rodin”, denunciando a liderança do governador no episódio, já que na época ele era ministro da Justiça.

. Segundo o MPE, houve injúria e difamação, não apenas no livro, mas em entrevistas concedidas a jornais e sites. Duas notas do site do editor foram acostadas como provas nos autos.

. Tarso Genro considerou como pior ofensa a comparação com o general Astray, que na defesa do ditador Francisco Franco, costumava gritar: “Viva a Morte”. No panfleto distribuído ao público quando do lançamento do livro, João Luiz provocou (João Luiz só trata Tarso como "o Tenente", já que o governador saiu como Tenente do CPOR).

- Tarso é o general Astray”.

- João Luiz Vargas protocolou pedido de impeachment contra o governador do RS, mas o presidente da Assembléia, Pedro Westphalen, decidiu monocraticamente não aceita-lo. 

19 comentários:

Anônimo disse...

Pedro Westphalen se acovardou ante a Vanguarda do Atraso gaúcha.Ou então foi ameaçado, mais provável.Mas se acovardou, atitude impensável para um pol´pitico na sua situação e ante as provas.

Anônimo disse...


Tarso é um sujeito muito ardiloso e perigoso.
O Westpfhalen deveria estar com o rabo preso.

Anônimo disse...

E assim nosso Rio Grande do Sul a história vai passando e se repetindo a margem do mundo, numa toada que mistura um pouco de "Cem anos de solidão" e do bucolismo romântico de "O tempo e o vento" de Verissímo. Um estado tomado por pragas seculares, um feudo caudilhista que segue perdendo o rumo da existência. Vai virar um estado folclórico se não sacudir a poeira e se recriar.
Att
Lucas

Anônimo disse...

João 'Barba cheia de ácaro" Vargas foi contratado pela Globo, escreverá a próxima novela das oito.

Anônimo disse...

O governador não faz nada, por isso tem tempo de ler o livro do Vargas. Em 2015, o dr.Tarso terá mais tempo ainda. Esperem e verão.

Anônimo disse...

As viagens constantes do governador a Espanha, achei que era para vender ativos recebíveis ao Santander. Agora vejo que era para buscar inspiração de Franco.

Anônimo disse...

Joao Luis, seja forte acredito em ti.

Anônimo disse...

O RS AINDA TEM HOMENS DE BEM VIVA JOÃO LUIS VARGAS

Anônimo disse...

cada dia que passa estamos mais perto de nos vermos livres do peremptórios Tarso. Agora fiquei sabendo e tenente do tempo da ditadura.Parabéns tenente.

Anônimo disse...

E o Rio Grande do Sul descendo a ladeira em IDH.

Anônimo disse...

João Luiz Vargas achava que ainda era Presidente do TCE e que ainda tinha foro privilegiado junto ao STJ. Falou ndemais, escreveu de mais e não provou TOMOU.

Anônimo disse...

Que bobagem. Atraso Genro é uma figura pública, só ganharia um processo se lhe imputassem um crime que não cometeu.

Anônimo disse...

Tarso é Astray! O desgovernador do estado faz o RS cair ladeira abaixo. Nao tem respeito com o povo gaúcho. Agora o Dacamino te pegou no pé. Bem feito.

Anônimo disse...

Ao anonimo das 17:35. O RS é um estado folclórico há muito tempo haja visto termos aqui um carnaval totalmente fora de época, em pleno 20 de setembro. Isto se deve muito ao delírio de Érico Veríssimo e MTG. É um carnaval particular com muita cachaça, cavalo, carne assada e "living in the past". E ainda enchemos a boca prá falar mal da farra do boi em SC e chamarmos baianos de preguiçosos. Mas no RS o carnaval dura todo setembro. Somos bovinos botocudos???

Anônimo disse...

Tarso, onde anda você, quero e duvido que vá na audiência contra o barbudo terrível.

Joao Coragem disse...

O contribuite, quem efetivamente trabalha pra bancar esta festa, comete dois erros mortais: 1) eleger com masoquismo ou ingenuidade seus mandatarios (se tivessem uma empresa contratariam Olivio Dutra como trabalhador?) 2) delegam este "cheque em branco" sem qualquer supervisão / controle...

Tarso é o pior exemplo deste processo. Pra começo de conversa seu mandato é infame porque a origem da candidatura de Tarso é podre. Vamos a origem:

1-Um dos fatos mais repugnantes da história politica braseileira, o Mensalão, arranca a mascara do PT.
2-Tarso, que estava escanteado no partido e no governo nesta epoca por incompetência (todo poder estava com turma do Zé Dirceu, Genoino, Gushiken, etc), ve uma tremenda oportunidade no Mensalão para ganhar poder...;
3- Lula, em desespero, aceita a "ajuda" de Tarso, o qual vira presidente do partico.
4-Vem ai toda aquela história ridicula de "refundação do PT" - kkkkk, tem que rir - como se o PT fosse mudar.
5- Milagrosamente, Tarso consegue engambelar a opinião publica com a história de "cortar a própria carne", "pacto" disso, "pacto" daquilo.
6- Lula aliviado e agradecido, dá maiores poderes a Tarso, como p.ex. o Ministério da Justiça.
7- Tarso, durante todos os dias que "esteve" Ministro, usa o MJ para caluniar seus adversários no RS e o pior: faz de tudo para bloquear qualquar projeto de Yeda no interesse do Rio Grande (cito: DefitZero, DuplicaRS, Distrito Industrial de Guaiba, etc).
7-Tarso com amplos poderes e com a gratidão do 9 dedos, força a barra e compra a imprensa mercantil do RS (RBS)

Bom o resto da história conhecemos... Tarso se torna o pior governador da história do Rio Grande...simplismente porque além de não ter competencia para governar/gerir, sua missão nunca foi o bem estar do povo gaucho nem o progresso do RS! Trouxa é quem acreditou e deu cheque em branco.

Joao Coragem disse...

O contribuite, quem efetivamente trabalha pra bancar esta festa, comete dois erros mortais: 1) eleger com masoquismo ou ingenuidade seus mandatarios (se tivessem uma empresa contratariam Olivio Dutra como trabalhador?) 2) delegam este "cheque em branco" sem qualquer supervisão / controle...

Tarso é o pior exemplo deste processo. Pra começo de conversa seu mandato é infame porque a origem da candidatura de Tarso é podre. Vamos a origem:

1-Um dos fatos mais repugnantes da história politica braseileira, o Mensalão, arranca a mascara do PT.
2-Tarso, que estava escanteado no partido e no governo nesta epoca por incompetência (todo poder estava com turma do Zé Dirceu, Genoino, Gushiken, etc), ve uma tremenda oportunidade no Mensalão para ganhar poder...;
3- Lula, em desespero, aceita a "ajuda" de Tarso, o qual vira presidente do partico.
4-Vem ai toda aquela história ridicula de "refundação do PT" - kkkkk, tem que rir - como se o PT fosse mudar.
5- Milagrosamente, Tarso consegue engambelar a opinião publica com a história de "cortar a própria carne", "pacto" disso, "pacto" daquilo.
6- Lula aliviado e agradecido, dá maiores poderes a Tarso, como p.ex. o Ministério da Justiça.
7- Tarso, durante todos os dias que "esteve" Ministro, usa o MJ para caluniar seus adversários no RS e o pior: faz de tudo para bloquear qualquar projeto de Yeda no interesse do Rio Grande (cito: DefitZero, DuplicaRS, Distrito Industrial de Guaiba, etc).
7-Tarso com amplos poderes e com a gratidão do 9 dedos, força a barra e compra a imprensa mercantil do RS (RBS)

Bom o resto da história conhecemos... Tarso se torna o pior governador da história do Rio Grande...simplismente porque além de não ter competencia para governar/gerir, sua missão nunca foi o bem estar do povo gaucho nem o progresso do RS! Trouxa é quem acreditou e deu cheque em branco.

Luiz Carlos Vargas disse...

O peremPTório embu$teiro nesta vai dançar.
Ao demonstrar uma coragem, que não tem, processando aquele que lhe esfregou nas fuças sua desmedida ambição de poder, na qual os fins justificam os meios, abriu um flanco pelo qual sua verdadeira face e o seu verdadeiro caráter serão desnudados.

Anônimo disse...

O Westphalen com certeza tinha e deve continuar tendo, o rabo preso pelo Peremptório, pois do contrário teria levado a sério o pedido do João Luiz. Hoje estaríamos nos deliciando com os esperneios do Falso Genro.