Cidadão gaúcho leva 10 tiros no bairro Santa Tereza, Porto Alegre

Outro cidadão foi assassinado a tiros no meio da rua, esta madrugada, em Porto Alegre. Ele foi assassinado com 10 tiros no bairro Santa Tereza, em Porto Alegre. O caso ocorreu as 3h50, na rua Dormênio.

A Polícia acha que o homem foi vítima de uma execução. 

13 comentários:

Anônimo disse...

Eu não acho, eu tenho certeza !

Anônimo disse...

A Polícia acha e eu tenho certeza.

Mordaz disse...

Parece mais um bandido do que um cidadão. Alguém que sobrevivia financiado por consumidores de drogas.

Anônimo disse...

Esse horário da noite?Será que era trabalhador que estava a caminho do serviço?

Anônimo disse...

Será cidadão com letras maiúsculas?

Anônimo disse...

Que brilhante conclusão da polícia, digna de Sherlock Holmes! Aliás nenhuma linha no teu blog sobre a trapalhada da polícia no caso das crianças esquartejadas. Onde anda o digníssimo delegado que fala com o além?

Anônimo disse...

"Cidadão"? Acho que um cara que leva 10 tiros no meio da madrugada deve ser classificado com outro adjetivo.

Anônimo disse...

Essa historia do editor ficar chamando bandido de cidadao ja perdeu a graça..para com isso...já esta dando nojo..

Marco Belotto disse...

O Editor deveria ler novamente o dicionario e não confundir as palavras cidadão (Indivíduo no gozo dos direitos civis e políticos de um estado livre), com bandidos, porra!, que só estão livres porque o estado faliu, ética e moralmente no que tange a punir marginais. Um elemento que morre com 10 tiros as 4 da madrugada na rua, certamente não estava fazendo nenhuma filantropia.

Anônimo disse...

Cidadão morre com 10 tiros 3:30 da madrugada....que ingenuidade Polibio até meus cachorros sabem que cidadao não anda na rua nesse horario...com essa contidade de tiros e acerto de contas Tráfico abestado

Anônimo disse...

... levar 10 (DEZ) tiros... aí teeem....

Luiz Vargas disse...

Se o elemento era cidadão, os pagadores de impostos seriam denominados como?

Unknown disse...

Desculpe Políbio Braga, mas uma pessoa que é "executada" com dez tiros certamente não era um "cidadão" como foi tratado0 em seu comentário, mas sim um facínora. Para ser cidadão a pessoa deve preencher algus requisitos básicos que esse certamente não tinha.