Temer articula rompimento do PMDB com governo Dilma

CLIQUE AQUI para ler "Lula e as instituições no Brasil", Marcelo Trindade, Estadão. 

A oferta de cargos no governo para dividir a base aliada no Congresso obrigou  o vice-presidente Michel Temer a cancelar sua viagem a Portugal nessa quinta-feira. Ele quer garantir uma vitória expressiva na reunião do diretório nacional do PMDB, marcada para terça-feira, em que deve ser oficializado o rompimento do partido com a presidente Dilma Rousseff, passo considerado fundamental para o impeachment da petista.

Com Temer envolvido diretamente nos bastidores da articulação, o PMDB do Rio de Janeiro já anunciou ontem que irá votar pelo desembarque do governo. Os peemedebistas fluminenses sempre foram considerados estratégicos para o jogo do impeachment no Congresso. O Planalto deu mostras, contudo, que usará o poder que ainda tem para atrapalhar os planos de Temer. A edição do Diário Oficial de ontem trouxe a demissão do presidente da Fundação Nacional de Saúde, Antonio Henrique Pires, que é ligada ao grupo do vice-presidente.

A troca deixa claro que o Planalto resolveu abrir mão de negociar com os partidos para atender diretamente às demandas dos deputados, provocando uma série de divisões em todas as bancadas. O foco do governo é o universo de 172 votos, número mínimo necessário para impedir o impeachment.

8 comentários:

Anônimo disse...

Oferecer cargos em troca de votos favoráveis no processo de impeachment, é o mesmo que COMPRAR esses votos com dinheiro público. Corrupção da grossa!

Anônimo disse...

É só oferecer mais vagas no governo que o PMDB "baixa as calças"...
O povo, "codinome otário", que se lasque, vá trabalhar e pagar os impostos que sustentam a mamata!

Anônimo disse...

PT's PMDB's todos ladrões.

Troca de uma gangue por outra.

Qual a diferença entre Lula e Temer???

Nenhuma.

A origem da briga está na repartição do bolo oriundo do roubo.

Anônimo disse...

Só dar mais uns 'niquels' para eles que ficam. Sempre foi assim.

Anônimo disse...

Sei não, depois entram no 'corpo a corpo' como sartori, e tudo fica na mesma.

Anônimo disse...

PMSB que pule fora desta canoa furada ou serão os últimos cargos aue terão. Estamos de olho e que colaborar estará marcado para as próximas eleições como conivente com ladrões!

Anônimo disse...

Dá-lhe Temer! Ele é o cara errado na hora certa, é o nosso novo Itamar Franco que irá reunificar e tirar o Brasil do buraco em que o PT o meteu!

Anônimo disse...

Traidor? Seria porque ele seria o maior beneficiário?