Entenda como operou a inesperada aliança eleitoral entre a oligarquia rural gaúcha e o PT

O mapa dos resultados eleitorais da Metade Sul do RS revela uma inesperada e surpreendente aliança entre a velha oligarquia rural gaúcha e o PT.

. Não é apenas o caso emblemático de São Gabriel.

- Os novos tempos são resultado direto da inclusão da Farsul no Conselhão do Tarso e da CNA no Conselhão de Dilma. Aliás, Kátia Rabelo, presidente da CNA, é candidatíssima a ministra de Dilma, viajando a bordo do PSD de Gilberto Kassab. Os dois lados negam as evidências e negam que tudo seja resultado apenas da atração irresistível das forças do atraso. 

3 comentários:

Anônimo disse...

Quem representa a "fina flor" da oligarquia caucha é o atual Prefeito de São Gabriel Rossano que perdeu a eleição em São Gabriel.

Alias, esses elementos estão tão vivos que migraram para Pelotas, São Leopoldo e Viamão.

Terra Verde Consultoria disse...

A oligarquia rural retrógrada e burra, porque esses são o retrato do atraso porque o RS passou nos últimos cem anos.
São latifúndios de miopia, onde campeia a tradição dos antepassados, uma citação é muito apropriada: "são mais conservadores do que caixinha de maisena, tem 100 anos e não mudam".

Esse aspecto demonstra que infelizmente essa gaudériada são a maioria gigolôs de vacas, não investem nada tecnicamente e esperam tudo do governo, vivem como fossem na época do império.

Com raras exceções a maioria ainda tem como característica criar gado com técnicas arcaicas com animais velhos e nenhuma preocupação genética.

O RS poderia. eu disse poderia, ser a Austrália em criação de gado precoce (24 meses e 400 kg) e com qualidade de carne incomparável (principalmente sangue Angus)no Brasil, mas com essa mentalidade atrasada na campanha continuaremos como estado subdesenvolvido na produção agropecuária.

Anônimo disse...

Os elementos falando mal da oligarquia deve ser porque os fazendeiros cansaram de bancar os babacas de ultra direita, que nunca levou e não os levou a lugar algum, se não brigas e mais brigas com os peoes (pobres).