Chargista Latuff, gay assumido, avisa que não quer se curar

O chargista Carlos Latuff, gay assumido, escreveu hoje que não quer se curar.


Ele criticou nesta segunda-feira, 18, a decisão do juiz Waldemar Cláudio de Carvalho, da Justiça Federal do Distrito Federal, concedeu decisão liminar que abre caminho para a chamada “cura gay”.

Pela decisão, profissionais de psicologia poderiam atender homossexuais e utilizar “terapias de reversão sexual.

A comunidade LBGT já pensa em processar o juiz Waldemar Cláudio de Carvalho.

36 comentários:

Anônimo disse...

Realmente sem sentido a decisão deste juiz. Isso já está superado, está decisão certamente será cassada.

Anônimo disse...

problema é dele...

e se outros quiserem?

de onde ele tirou o "direito" de proibir alguem de procurar ajuda psicologica?

obvio que a palavra "cura" foi colocada nesse meio para embaralhar o jogo...

trata-se de ajuda psicologica como qualquer outra...


Anônimo disse...

Só 3,4% aprovam Temer

Brasil 19.09.17 11:18 - O Antagonista

Segundo a pesquisa CNT/MDA, Michel Temer é rejeitado por 84,5% dos brasileiros.

Só 3,4% dos entrevistados aprovam seu governo.

Isso mesmo: 3,4%.

Anônimo disse...

Temer abre mão de ‘soberania nuclear’

Brasil 19.09.17 11:05 - O Antagonista
 
Em seu discurso na ONU, Michel Temer anunciou que vai assinar amanhã o polêmico protocolo adicional do Tratado de Não-Proliferação Nuclear.

O documento permitirá inspeções surpresas e acesso a todas as instalações nucleares – inclusive militares – do Brasil por fiscais da Agência Internacional de Energia Atômica.

A decisão contraria o disposto na Estratégia Nacional de Defesa, elaborada no governo Lula sob a coordenação do então ministro da Defesa, Nelson Jobim.

Anônimo disse...

O aquecimento global e responsável pelo aumento da população LGBTYZ, segundo estudo de importante cientistas americano.

Anônimo disse...


Ninguém perguntou nada !
Quem é este desconhecido ?
Tá precisando de publicidade gratuita ?
É só melhorar a qualidade do seu trabalho.

Mordaz disse...

Não, doença é a heterofobia que é esterilizante, e leva a mutilações e ao uso de drogas pesadas. Nenhum homofóbico faz isto. Homofóbicos não precisam usar hormônio ou se mutilar para ser o que sempre foram. Não precisam usar roupas do sexo oposto para se sentirem bem. Não nasceram em corpo errado.

Mordaz disse...

Quer dizer que o Latuff além de fascista e antissemita é fruta?

Anônimo disse...

Que eu saiba as pessoas sao livres para escolherem o tratamento que quiserem,se o tal LGBT quer impor sua vontade aos outros ,esta violando a Constituiçao,devem ser processador por viloar a liberdade de escolha das pessoas.

Anônimo disse...

Concordo com ele, é um direito dele, agora não se pode tirar o direito de quem queira ajuda, de quem pensa diferente. Cada um com seu "pobrema" como diz a molecada,ou cada um no seu quadrado. Atualmente está havendo muito patrulhamento sobre direitos das pessoas, já não basta a hipocrisia da proibição do brasileiro poder ter o direito a possuir uma arma para sua defesa e de sua familia? Brasil, País de Tolos.

Anônimo disse...

Acredito que a maior culpa do aumento destes casos é o excesso de frango na alimentação...muito hormônio para aumentar o tamanho do peito.

Anônimo disse...

Essa gente não trabalha, não? Pô, ficam o dia inteiro enchendo o saco dos outros e incentivando o consumo de maconha, o ateísmo e dar o cu.

Anônimo disse...

Charge IDIOTA!!!!!!!
Os mais homofóbicos são os comunistas que, aliás, vocês defendem!!!!!
Qualquer pessoa que tenha pensamento diferente agora é homofóbico????
Homofóbicos são os próprios homossexuais, na maioria das vezes, que falam mal de outros homossexuais!!!!

Anônimo disse...

Mas se o cara deseja deixar de ser gay, não pode ?
Ah, vão se catar !

Anônimo disse...

Finalmente!!!!! A cura gay está a caminho! kkkkkk

Anônimo disse...

Temos que parar com isto, daqui a pouco vão obrigar os gremistas virarem colorados na marra.

Anônimo disse...

O Waldeemar foi cutucar a onça e a vara é curta.

Anônimo disse...

É ASSIM QUE AGEM OS DITADORES: NINGUÉM PODE SE OPOR AS MINHAS IDEIAS, ATÉ MESMO O JUDICIÁRIO.

Anônimo disse...

Tomei conhecimento que o governo brasileiro irá criar uma bolsa gay.
Seriam distribuídos vales para todos os gays assumidos onde o governo pagaria , em reais, um montante para dar aos imigrantes Haitianos e Senegaleses para cada "rapidinha" que aceitassem com os gays.
Com isso resolveria dois problemas: geraria uma receita para os estrangeiros bem dotados e solucionaria o problemas dos gays.

Anônimo disse...

E se o gay quer deixar de ser gay, não pode ?

Anônimo disse...

que mania que esses desgraçados esquerdistas, gayzistas, socilistas, e outros istas têm de querer ser a régua do mundo.
Se ele não quer se curar, ou se nem sequer acredita precisar de cura, tanto melhor para ele, mas isso não significa que outras pessoas sintam-se da mesma forma. Se o sujeito quer se livrar do homossexualismo, ou se até mesmo está em dúvida sobre a sua orientação sexual, qual o problema de buscar ajuda profissional?
Parece que esses fanáticos, ao pretenderem, de forma histérica, barrar todo e qualquer tipo de tratamento, têm é medo de que, ao afinal, os resultados que, por ora são apenas potenciais, acabem concretizando-se de forma contrária aos seus interesses.
Quanto a processar um juiz por conta de uma decisão, ainda que polêmica, é, para dizer o mínimo, raciocinar com o ânus e não com o cérebro.

Anônimo disse...

Ele não precisa se curar...
Mas precisa aprender a respeitar o direito de quem queira se curar.

Anônimo disse...

Bicharada louca e insensata. Dizer oque de quem não tem pena do próprio c*?!

Marcelo disse...

E qual o problema em um gay querer virar hetero? Se pessoal LGBT fosse tão democrático quanto acham que são, deveriam respeitar a opção do outro que não quer continuar a ser gay...Pelo visto, estamos em uma ditadura do LGBTário....

Anônimo disse...

É CURIOSO COMO EM CERTAS OCASIÕES OS PEDERASTAS E SAPATOES SE TORNAM INTOLERANTES.....

Anônimo disse...

É uma decisão absolutamente pessoal. Se a pessoa quer fazer um terapia ninguém pode impedir. O psiquiatra não obriga ninguém fazer um tratamento. Essa comunidade gay é fascista, nazista. Depois acusam os outros de serem o que são.

Anônimo disse...

Agora é TARDE! O LATUF provou, gostou e usou tanto que até já fez calos e agora é tarde, Inês é morta e LATUF DEU.

Anônimo disse...

👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻

Anônimo disse...

voces ainda nao perceberam o que aconteceu...

eles mesmos propagam o tal tratamento, se é que existe, como sendo "cura", exatamente para moldar esse carater de absurdo da coisa...

é so ajuda psicologica, como qualquer outra...

mas eles enfatizam a palavra "cura" para conseguir apoio dos desavisados...

um homossexual que resolva desabafar com um psicologo as suas angustias de relacionamento como qualquer outra pessoa, por exemplo, esta sob "tratamento de cura"?

como conseguiram caracterizar a ajuda psicologica prestada como sendo cura para proibi-la por lei?

Anônimo disse...

Acredito que é um direito inalienável de um sujeito que não se sinta confortável em dar o r..., procurar ajuda psicológica para seu problema. Os que gostam de dar não tem nenhum direito de obrigar o cidadão a não procurar ajuda de um especialista.

Anônimo disse...

Concordo.. Para variar, muito barulho por nada. Q povo chato!!

Tataum disse...

Se o conselho de psicologia normatiza o que pode ou não pode ser tratado, então ele assume que o homossexualismo é um transtorno ou uma patologia psíquica. Se, por outro lado, o homossexualismo não é doença nem escolha, mas um "estado natural de ser", então o homossexualismo e sua abordagem estão além das competências da psicologia e qualquer um minimamente inteligente e sensato pode ajudar ou orientar em qualquer dimensão os gays, caso eles queiram.

Anônimo disse...

Está tudo mau falar e mau checado (como normalmente o faz) pelo editor.

Mata Viva disse...

QUE MUNDO MEDIOCRE, TANTA COISA PARA FAZERMOS E APRENDERMOS NO MUNDO E SÔ SE FALA EM VIADO, ESTA CAMBADA DE DOENTES IMORAIS ARGGG

Anônimo disse...

E quem é que tá interessado com o que ele vai fazer com o fiofó dele? Que faça bom proveito. Mas que não queira tirar o direito de quem tem dificuldades emocionais/psicológicas ou até mentais de querer conversar com um especialista para tentar, ao menos, entender o que está acontecendo com a sua cabeça ou com seu corpo.

Anônimo disse...

Exatamente.