Opinião do editor - Senadores não são meros julgadores.

O presidente Lewandowsky encontra visíveis problemas de interpretação para conduzir o julgamento de Dilma, que tem características jurídicas, mas que é sobretudo político. Na sessão desta manhã, ele voltou a enfrentar problemas de interpretação, porque confunde o papel exercido pelos senadores, tentando embretá-los na condição exclusiva de juízes, portanto sem as prerrogativas próprias de parlamentares capazes de exercer opiniões e posições políticas, no caso acusando ou defendendo Dilma. Isto acaba por produzir outra confusão feita por Lewandowsky, já que ele insiste no ponto de que os senadores só podem questionar a ré em relação às duas acusações principais: decretos e pedaladas.

Como se percebe, nada disto acontece no mundo real do plenário.

12 comentários:

Anônimo disse...

o editor está doente.....

Anônimo disse...

O lado bom da democracia
Brasil 29.08.16 08:29
Será bom ver Dilma Rousseff, Ricardo Lewandowski e José Eduardo Cardozo reunidos publicamente e não secretamente.

Anônimo disse...

DILLA DEIXOU BEM CLARO, SE FICAR, FECHA O PARLAMENTO.

Anônimo disse...

É com esse script, reescrito para as circunstâncias, mas muito bem ensaiado, que os senadores petistas pretendem constranger o Congresso perante as câmeras. “Qual é a moral deste Senado para julgar a presidenta da República?”, perguntou a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR), conspurcando a Casa para a qual ela mesma foi eleita. O evidente desrespeito à democracia não passou despercebido pelo presidente do Supremo Tribunal Federal, Ricardo Lewandowski, que, na condição de presidente da sessão, admoestou a senadora quando ela insistiu, numa segunda ocasião, em colocar todos os senadores no mesmo saco da imoralidade petista. “Não vou admitir esse tipo de frase num julgamento como esse. Não volte a mencionar essa expressão”, disse Lewandowski. Mas Gleisi, que afinal não estava preocupada com nenhum julgamento, e sim com a construção da “narrativa” para a história, disse que “esta Casa conspirou contra a presidenta Dilma”.
Eis então que representantes do partido que protagonizou o mensalão e o petrolão, que tem três tesoureiros enrolados na Justiça, que teve vários de seus principais dirigentes processados e presos e cujo grande líder, Lula, acaba de ser indiciado pela Polícia Federal sob a acusação de corrupção, lavagem de dinheiro e falsidade ideológica julgam-se à vontade para questionar a moral dos demais parlamentares.

Anônimo disse...

Ronaldo Caiado detonou o lindinho senador Lindbergh Farias:

“Como é o estilo dos petistas, Lindbergh projeta nos outros os crimes que comete. Eu sou ficha limpa, não tenho processos no STF, não estou na Lava Jato, não cometi qualquer crime e posso andar de cabeça erguida. Já Lindbergh… Confira a ficha corrida:

– Acusado de montar esquema de captação de propina na Prefeitura de Nova Iguaçu entre 2005 e 2010;

– Acusado de montar fraude em licitação de gás de cozinha para preparar MERENDA ESCOLAR;

– Investigado por transações suspeitas entre prefeitura e o Instituto de APOSENTADORIA dos Servidores Municipais (Previni) em valores que chegam a R$ 300 milhões;

– Acusado de achacar BNDES para financiamento de hotel de R$ 10 milhões em Natal pertencente a seu irmão;

– Nomeou PAULO ROBERTO COSTA arrecadador de recursos de empreiteiras para financiar campanha de 2014;

– Recebeu R$ 2 milhões de dinheiro do Petrolão na campanha de 2010 intermediado por Alberto Youssef;

– Aparece em documento apreendido na Lava Jato sob alcunha de “Lindinho” e a quantia de R$ 200 mil;

– Responde a 15 inquéritos e uma ação penal no STF (recordista no Senado). Acusado de crimes de responsabilidade, contra o sistema financeiro, quadrilha e corrupção.

Segue lista abaixo:

Ação penal 679 – Recusa, retardamento ou omissão de dados técnicos indispensáveis à propositura de Ação Civil Pública
(Data de autuação: 12/04/2012)

Inquérito 3079 – Crimes da Lei de Licitações
(Data de autuação: 08/02/2011)

Inquérito 3121 – Crimes contra a ordem tributária
(Data de autuação: 17/03/2011)

Inquérito 3124 – Crimes da Lei de Licitações
(Data de autuação: 18/03/2011)

Inquérito 3135 – Crimes de responsabilidade/crimes da Lei de Licitações/emprego irregular de verbas ou rendas públicas
(Data de autuação: 24/03/2011)

Inquérito 3163 – Improbidade administrativa
(Data de autuação: 18/04/2011)

Inquérito 3223 – Crimes da Lei de licitações
(Data de autuação: 08/06/2011)

Inquérito 3334 – Crimes de responsabilidade/crimes da Lei de Licitações
(Data de autuação: 21/10/2011)

Inquérito 3371 – Crimes da Lei de Licitações
(Data de autuação: 22/11/2011)

Inquérito 3375 – Crimes da Lei de licitações
(Data de autuação: 01/12/2011)

Inquérito 3497 – Crimes da Lei de licitações
(Data de autuação: 04/06/2012)

Inquérito 3511 – Peculato/Crimes da Lei de Licitações
(Data de autuação: 04/07/2012)

Inquérito 3595 – Crimes contra o sistema financeiro nacional/emprego irregular de verbas ou rendas públicas/quadrilha ou bando
(Data de autuação: 25/01/2013)

Inquérito 3607 – Crimes contra as finanças públicas crimes da Lei de Licitações
(Data de autuação: 13/02/2013)

Inquérito 3616 – Crimes da Lei de Licitações/corrupção passiva
(Data de autuação: 13/02/2013)

Inquérito 3618 – Corrupção passiva /competência
(Data de autuação: 15/02/2013)”

Anônimo disse...

Por mais que se esforce para aparentar isenção e imparcialidade na condução do processo de impedimento por crime de responsabilidade da Presidente afastada Dilma Rousseff,no Senado Federal, Sua Excelência, o Presidente do Supremo Tribunal Federal-STF, Dr. Ricardo Lewandowski, com muita frequência, “escorrega” e não consegue esconder a sua notória parcialidade em benefício do trabalho da defesa, ou seja,no sentido de absolvição da “ré”.

Emmanuel disse...

Resumo: Lewansowski é um agredecido ... e tenta proteger o PT e sua trupe.

Anônimo disse...

Dilma claramente está articulando um golpe contra a constituição, basta o senado não cumprir suas obrigações morais e políticas.

Anônimo disse...

Polibio, o senhor está muito velho e perdendo a lucidez. Vá contar clientes na Renner.

Luiz Vargas disse...

Aviso ao PeTralha imbecil da 12h46min:
Tu não é obrigado a acessar este site imbecil. A linha editorial seguida por este site tu sabe bem qual é.
Então porque te dá ao trabalho (kkkkk quadrilheiro$ PeTralha$ detestam esta palavra) e entrar em um site que sabes não chafurdar no mar de lama em que a PeTralhagem chafurda?
Vá ler a coluna da Rosane Oliveira na RB$/ZH-elotes e deixa de encher o saco seu para$ita esquerdi$ta!

Façanha, o advogado do povo disse...

Qualquer débil mental sem tratamento, mesmo assim sabe que Collor, e agora Dilma, foram vítimas de golpes políticos, brancos, mas mesmo assim, golpes. No caso de Dilma, bendito golpe anticomunista salvador da democracia.

Anônimo disse...

O petralha 12:46 já foi avisado para se escafeder, dar nos calos, mais
não atende, o sonho dele é ser agarrado e arrastado pelos fundilhos (fedeu) pelo Sérgio Moro.