Chineses procuram CEEE em busca de parcerias na área de energia eólica

Um grupo de representantes de empresas da China visitou o Grupo CEEE, Porto Alegre, com o propósito de firmar novas parcerias de negócios no Rio Grande do Sul, em especial na área de geração eólica. O objetivo do encontro dos empresários da Zhejiang M&E Group, que contou com a mediação da vice-presidente da empresa Insigma, foi apresentar aos dirigentes da concessionária gaúcha os negócios desenvolvidos pelas instituições daquele país - um dos integrantes do BRICS, grupo político de cooperação formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul.

. Durante o encontro foram detalhados os projetos que vem sendo desenvolvidos pela Zhejiang, que tem 40 anos de fundação, com 1,5 mil aegeradores instalados em diversos complexos eólicos.

. Por parte da CEEE, os chineses receberam informações sobre a regulação do setor elétrico brasileiro, as características das empresas do Grupo, além de alguns dos principais projetos da companhia, como a construção do parque eólico de Povo Novo (55MW), no litoral Sul do Estado. Outro assunto que ocupou parte da reunião envolveu questões da legislação brasileira em relação a novos empreendimentos e ao meio ambiente.

7 comentários:

Anônimo disse...

Em que cidade fica esse parque eólico Povo Novo::??

Anônimo disse...

Não sei não, hein! Eu acho que como o governo do Tarso petralha adora meter a mão em qualquer grana que possa fazer, é bem provável que ele esteja alinhavando uma privatização da CEEE com a venda da estrovenga para os chineses, e aposto que em dois meses nas mãos deles a empresa já daria lucro e com eficiência !

Anônimo disse...

O Parque Eólico do Povo Novo, fica em Rio Grande, ao lado da estrada que vai para Pelotas.

Anônimo disse...

Na primeira capital.

Anônimo disse...

Puxa, que lucro rapido! Investe no primeiro mes, os clientes consomem mais no segundo e a empresa fatura mais no terceiro. Tres entao e o minimo prazo.

Anônimo disse...

Vcs não entendem nada de setor elétrico.

Anônimo disse...

Será que os chineses foram informados como o desgoverno brasileiro trata dos assuntos de energia elétrica.
Estarão logo todos quebrados, o povo tolo pagando a conta e o PT embolsando o dinheiro.