Cirurgia demorou mais por causa de aderências inesperadas decorrentes das duas operações anteriores

O porta-voz da presidência Otávio do Rêgo Barros, acaba de conceder coletiva no Albert Einstein. Ele informou o seguinte:

- A cirurgia durou 7 horas, tendo iniciado as 8h30min. Durou mais do que o previsto, porque aderências resultantes das duas cirurgias anteriores complicaram o serviço do cirurgião. O presidente não correu risco de vida e não precisou de transfusão de sangue.
- Ele está na UTI. Depois irá para o quarto. Bolsonaro ficará 10 dias no hospital.
- Apenas ele e o ministro do GSI, general Augusto Heleno, do alto escalão do governo, estão no Einstein.
- A mulher, Michele, e os filhos Carlos, Eduardo e Renan também estão no hospital.

A partir de quarta-feira, Bolsonaro estará em condições de despachar como presidente da República.

13 comentários:

Anônimo disse...

foi como eu disse, não é como abrir um computador e trocar uma peça...

os medicos não sabem o que irão encontrar após abrirem o paciente...

boa recuperação, presidente!

Alberto disse...

Que bom! Agora vamos punir os autores desse atentado...

Anônimo disse...

É necessário muita atenção, pois o paespalho da quadrilha do guardanapo também esta no mesmo hospital e pode facilitar para outro ladrão do psol para cometerem outro atentado e terminarem o que já começatam.

Anônimo disse...

Polibio, olho vivo nessa tua fonte...

ta querendo te derrubar...rsrsrs

Justiniano disse...

O conceito do hospital Albert Einstein colocou o hospital dos petralhas o Sírio Libanês para baixo, indiretamente isso afeta a preferência dos hospitais. Quem tem dinheiro vai agora procurar o Albert Einstein em vez do Sírio Libanês, os caras trataram o presidente e cresceram no conceito.

Anônimo disse...

Os maus elementos do partido quadrilha estavam torcendo que Bolsonaro morresse na mesa de cirurgia. A facada não foi suficiente. O pior que ainda vão tentar novamente pelar a coruja do presidente.

Cris disse...

Tudo OK ?
Então... tudo OK !

Anônimo disse...

Israel e Japão tem as medicinas mais avançadas do planeta

Anônimo disse...

Muito bom esse porta voz, parabéns !!!

Unknown disse...

Sossega, caráleo... Paciente tem que repousar... O que ele se acha? Super homem? Que sujeito mais ansioso !!! Tá com medo do vice fazer alguma cagada?

Anônimo disse...

Caro Políbio
Graças a Deus correu tudo bem. Que os anjos do céu e terrenos o proteja.
Esther

Anônimo disse...

Nos dias pós-atentado, os médicos precisaram retirar 10 cm do intestino grosso de Bolsonaro. Segunda-feira agora, retiraram mais 20 cm e fizeram uma ligação do intestino grosso com o delgado. Nossas tripas não são como o fígado, que se regenera. Essas várias cirurgias abdominais a que o presidente foi submetido num espaço curto de quatro meses para salvar sua vida, mesmo que feitas por excelentes cirurgiões, vão lhe deixar sequelas. Ele nunca mais terá a mesma saúde de antes. Quem mandou Adélio dar a facada precisa pagar caro pelo seu crime.

Juliana disse...

Achei que fosse Cuba. Hahaha...