Este é o barbeiro de Lula na prisão de Curitiba

Título original da reportagem: "O segredo de Eliseu: o barbeiro de Lula na prisão.

Evangélico, sem partido, nem time do coração, dono de salão modesto em Colombo (PR) é o responsável pelos cortes de cabelo e barba do ex-presidente em sua cela na PF, o berço da Lava Jato

Ricardo Brandt

Eliseu Clemente tem 40 anos e guardava um segredo: duas vezes por mês ele vê Luiz Inácio Lula da Silva. Não é advogado, nem da família, nunca foi amigo do petista, muito menos político – nem gosta de falar do assunto. Clemente é o “barbeiro” do ex-presidente na prisão, em Curitiba, onde o petista cumpre desde 7 de abril pena decretada na Operação Lava Jato.
A cada duas semanas, o dono do “Eliseus Clement Cabeleireiros” fecha as portas do salão, numa das principais avenidas de Colombo, cidade dormitório de Curitiba, e segue com uma malinha nas mãos para sua missão secreta – até então -, na sede da Polícia Federal, menos de 15 minutos de carro.
Paranaense do interior,  o “barbeiro” guardou segredo até da mulher, dona Débora. “Há poucos dias eu contei para ela”, confessa encabulado. As saídas frequentes, no meio da tarde de trabalho, iniciadas no dia 2 de maio, geraram desconfiança em casa: “Ela começou a cismar”.
A discrição foi um pedido do contratante. Escalado por intermédio de um dos advogados paranaenses da banca de defesa de Lula, Clemente dividiu pela primeira vez o segredo com a companheira quando entendeu ter recebido um sinal verde do ex-presidente: “O presidente falou assim para mim, que podia dar um abraço na família, né?”.



O barbeiro de Lula prefere ser chamado de cabeleireiro, como consta em seu certificado profissional, tirado há 13 anos. Desde então, trabalha no mesmo endereço, o salão montado em frente à residência da família. Com clientela fixa em Colombo, Eliseu - como é conhecido - é um sujeito modesto, seu corte custa R$ 23, o cabelo, e R$ 10, a barba. O valor pago pelos representantes de Lula, ele não revela.

Ninguém em Colombo sabia que Eliseu era o "barbeiro do ex-presidente da República". Nem os cinco irmãos - dois deles, também cabeleireiros -, nem mesmo seu pai, João Clemente, de 68 anos. Documento oficial da Polícia Federal de controle de quem entra e quem sai da cela de Lula, anexado no processo da execução penal em outubro passado, acabou de vez com o anonimato. 

Eliseu esteve 12 vezes na cela de Lula para cortar "cabelo e barba" - a última delas, no dia 6 deste mês, quando o juiz federal Sérgio Moro oficialmente explicava sua saída da Lava Jato e a decisão de aceitar o convite para ser ministro da Justiça do futuro governo de Jair Bolsonaro.

Lula recebe o barbeiro, em geral, às 15h. O trabalho dura menos de uma hora e o dia exato da visita na semana é avisado pelos contratantes na véspera. O ex-presidente é uma pessoa "muito humilde, simples mesmo", deixa escapar Eliseu.

Na mala, revela que só leva as tesouras e duas máquinas: um barbeador e uma "máquina de acabamento" - material exclusivo, que fica guardado em casa, separado dos instrumentos do salão.

Na Polícia Federal, como não tem uma cadeira própria de barbeiro, o jeito é improvisar. Clemente costuma usar a cadeira de mesa que o ex-presidente tem em sua cela especial - um antigo dormitório de policiais, com cerca de 15 metros quadrados e banheiro privativo.

"Eu viro ele de frente para a TV e vou fazendo o serviço", conta Eliseu, sobre os dias de jogo ou filme na televisão.

Sem partido

O ex-presidente divide seu tempo na prisão - são mais de 200 dias - lendo, escrevendo, assistindo TV, ouvindo música ou praticando exercícios, além das diárias reuniões com defensores e outros visitantes. 

O barbeiro afirmou ter ficado impressionado com a quantidade de folhas manuscritas que o petista guarda, numa das poucas inconfidências arrancadas.

"Da última vez, não conversamos muito porque ele estava focado num filme e estava quase no final", disse Eliseu.

Evangélico, ele não tem partido nem time do coração. Ao receber a reportagem do Estado, garantiu que seguirá fielmente o pedido feito pelos contratantes de discrição sobre o que acontece dentro da cela. "Fico até com pena dele, é uma pessoa de idade, alguém que, querendo ou não, governou o País e ajudou muitas pessoas e está em uma situação daquela. É um ser humano, né?" 

Este é o chargista de Zero Hora que tirou do sério a Brigada Militar.

Alexandre Beck produziu mensagem racista contra a Brigada.

O autor da tirinha de quadrinhos que ofendeu a Brigada Militar no aniversário dos seus 181 anos, Armandinho, é na verdade Alexandre Beck. Ele mora e trabalha em Florianópolis.

A foto ao lado é de Alexandre Beck.

Alexandre Beck, na foto, aparece fardado para defender as cores lulopetistas do poste e da sua vice.

Zero Hora deste final de semana, resolveu publicar a tirinha na página 11 do seu caderno Findi, que é uma abreviatura corrompida de Fim de Semana, linguagem chula muito usada por renegados sociais.

A mensagem clara do rápido diálogo entre os dois amiguinhos, é de que o menino negro alega que não aceitará o desafio de correr com o outro, porque esbarraria num brigadiano. A mensagem é clara: o brigadiano iria prendê-lo por ser negro.

Zero Hora publica tira racista. Brigada ofende-se com razão e tira Nota de Repúdio.

A tira ao lado, assinada por Armandinho (Alexandre Beck), foi publicada na edição deste final de semana pelo jornal Zero Hora.

É uma tira racista.

E foi publicada justamente no aniversário dos 181 anos da Brigada Militar, que não gostou da ofensa e emitiu Nota de Repúdio.

Diz a nota:

- Zero Hora "presenteia" a instituição e seus integrantes com a publicação de uma charge no caderno Findi, página 11, assinada por Alexandre Beck, com conteúdo de mau gosto, desrespeitando todos os policiais militares.

A RBS deve desculpas cabais.




Quem Cuba pensa que é para desafiar o Brasil ?

As 16h51min, o comentário abaixo do editor tinha acumulado cravadas 190 mil visualizações, um recorde para este mês de novembro.

O editor usou o seu canal no You Tube para analisar a decisão da ditadura comunista castrista, que foi a de retirar seus médicos do Brasil.

Veja:

Feriadão gaúcho já matou 12 no trânsito

Feriadão no RS já matou 12 em acidentes de carros.

É outra chacina típica de feriadão gaúcho.

Agro de novo na mira da Polícia Federal ?

São insistentes os rumores de que uma espécie de Operação Carne Fraca para a área de grãos poderá ser desencadeada nesta segunda-feira pela Polícia Federal.

A ver.

Licitação para obras de transmissão no RS (R$ 5,3 bilhões) sairá no dia 20 de dezembro

A Aneel confirmou para 20 de dezembro a licitação de cinco lotes de concessão de linhas de transmissão de energia elétrica no RS.

São obras de R$ 5,3 bilhões.

Apenas uma das obras, R$ 2,4 bilhões, ligando Nova Santa Rita até Gravataí, descendo para a região de Santa vitória do Palmar e Candiota, exigirá investimentos de R$ 2,4 bilhões e gerará 6 mil empregos. É obra para 4 anos.

A Eletrosul, que venceu o último leilão sobre estas obras, não teve condições financeiras de executá-las e teve a concessão cassada.

Lasier confronta Renan Calheiros no Senado

O senador gaúcho Lasier Martins está preocupado com o crescimento da candidatura de Renan Calheiros para a presidência do Senado.

É por isto que vai pedir votação aberta.

Onyx vai "defender a honra" em duelos judiciais contra Requião e Alexandrino Alencar

O deputado Onyx Lorenzoni poderá protocolar amanhã, segunda-feira, ações próprias contra o senador Roberto Requião e o ex-diretor da Odebrecht Alexandrino Alencar.

O advogado Adão Paiani, nomeado por Onyx, passou o final de semana em Porto Alegre, concluindo as duas ações.

Elas serão ajuizadas em Brasília.

"O deputado deixa claro que irá na jugular de qualquer pessoa que ofender sua honra pessoal", disse Adão Paiani ao editor.

Requião, conhecido no Paraná como Maria Louca, e Alexandrino, delator da Lava Jato, terão que responder em juízo pelo uso de planilhas falsas da Odebrecht.

Opinião do editor - O Brasil precisa reagir ao diktat da ditadura comunista de Cuba

Em um governo democrático, portanto subordinado aos ditames do estado democrático de direito e aos regramentos da instituições republicanas, a decisão unilateral da ditadura comunista cubana não pode passar sem algum tipo de dura reprimenda diplomática, além da exigência de retirada escalonada dos médicos cubanos, tudo de acordo com os interesses brasileiros e não apenas dos interesses cubanos.

São inaceitáveis o silêncio do chanceler Aloysio Nunes Ferreira e do presidente Michel Temer.

Isto não aconteceu ainda por parte do governo Temer, que já parece ter aceito como favas contadas a decisão comunista. 

O governo brasileiro não tem sequer porque aceitar a chegada de aviões cubanos e o embarque de qualquer profissional, antes que regras claras de saída atendam os interesses locais. 

Afinal de contas, o governo comunista rompeu um acordo estabelecido de governo para governo e não entre o governo cubano e o candidato eleito e sequer empossado.

 Os cubanos cometeram um ato criminoso contra a saúde pública do Brasil.

A ditadura castrista não pode agredir os interesses brasileiros quando bem entende e terá que sofrer o castigo por sua agressão inaceitável.

Governo Bolsonaro vai mesmo acabar com a EBC e a TV Brasil

A EBC e a TV Brasil serão mesmo extintas pelo governo Jair Bolsonaro.

Compre este livro e saiba como o governo Yeda alcançou o déficit zero, apesar do cerco sórdido do governo Lula

CLIQUE EM CIMA da imagem para ler melhor.

O milagre do Déficit Zero alcançado pelo governo Yeda Crusius, em números

Resultado orçamentário:
Governo Rigotto: 2003, - 512,7 milhões/ 2004,  - 1,5 bilhão/ 2005, -1,5 bilhão/ 2006, - 1,5 bilhão.
Governo Yeda: 2007, +1,7 bilhão/ 2008, +775,9 milhões/ 2009, +17,5 milhões/ 2010, -249,2 milhões
Governo Tarso: 2011, -728 milhões/ 2012, -1,0 bilhão/ 2013, -1,9 bilhão/ 2014, -1,6 bilhão.
Governo Governo Sartori: 2015, -5,6 bilhões/ 2016, 15,2 milhões/ 2017, 1,7 bilhão/ 2018, 3 bilhões

CLIQUE AQUI http://www.polibiobraga.com.br/capitulo.htmpara ler o capítulo que fala também sobre o cerco do governo Lula (Tarso Genro) sobre o governo do RS. São 39 capítulos no total do livro.

CABO DE GUERRA, 2a. edição, está esgotando.
São 500 páginas sobre o desempenho do governo Yeda Crusius

Compre agora
R$ 75,00. Entrega grátis em qualquer parte do País. Peça seu exemplar pelo e-mail polibioadolfobraga@gmail.com

Estas são as informações estratégicas que o governo Temer passou para o governo Bolsonaro

O editor fez o arquivo que vai no link a seguir, tudo para que o leitor possa obter informações privilegiadas sobre o estado da economia e do governo, visando facilitar dados e análises disponibilizadas pelo minisatério do Planejamento para o governo eleito do presidente Jair Bolsonaro.

São 169 páginas.

É de agora.

CLIQUE AQUI para ler, estudar, arquivar ou imprimir.

A partir de janeiro, Bolsonaro embolsará salários de mais de R$ 60 mil mensais, diz O Globo

O Globo de hoje fez os cálculos sobre os salários que o presidente eleito Jair Bolsonaro receberá a partir de janeiro, valores a que terá direito mensalmente até o final da vida:

Deputado aposentado pelo IPC, R$ 29.301,45 mensais.
Presidente, R$ 30.934,70 mensais
Capitão reformado - R$ 8.432,00

Dá mais de R$ 60 mil por mês.

Leite quer abrir o capital da Banrisul Cartões no ano que vem. A ideia é faturar R$ 1,2 bilhão.

O governador eleito Eduardo Leite pediu que o governador José Ivo Sartori mande o Banrisul prorrogar a Oferta Pública Inicial (IPO) do Banrisul Cartões, cujo capital iria abrir.

Sartori tentou emplacar a IPO este ano, faturando R$ 1,2 bilhão, mas o mercado não estava para IPOs, este ano.

Morgan Stanley, Credit Suisse, Bank of America Merrill Lynch (BofA) e Brasil Plural chegaram a trabalhar em sindicato para fazer a oferta. 

No ano que vem, prosseguindo a atual euforia da Bolsa, tudo poderá ser diferente.

Artigo, Elio Gaspari, Correio do Povo - A reunião dos governadores irresponsáveis

Eduardo Leite (o primeiro da esquerda para a direita, barbudo), governador eleito do RS, arma com os colegas uma superpedalada para navegar na irresponsabilidade fiscal.

O título original do artigo é "A reunião da irresponsabilidade fiscal".

No mesmo dia em que anunciou um "momento de regeneração", Jair Bolsonaro foi a uma esquisita reunião de governadores eleitos. O que muitos governadores querem é suspender as exigências e os efeitos da Lei de Responsabilidade Fiscal. Uma legítima superpedalada, capaz de superar os çábios da "contabilidade criativa" que custou a Presidência a Dilma Rousseff.

(...)

O Rio está com um comprometimento de 70%. Mato Grosso do Sul 76% e o Rio Grande do Sul, 69%. Isso para não falar no campeão Minas Gerais, com 79%. Ao todo, são 14 os estados que ofenderam a LRF, mas nove governos comportaram-se como deviam.

Os governadores querem mais dez anos de prazo para cumprir uma lei de 2000 e prometem um conjunto de medidas para buscar o equilíbrio financeiro.

CLIQUE AQUI para ler mais.

Feira Zero Grau sairá dia 29 em Gramado


Irá de 19 a 21 de novembro a Feira de Calçados e Acessórios, a Zero Grau 2019, Gramado, RS.

O evento foi agendado para o Serra Park.

Artigo, Alexandre Garcia - Quem fará a oposição ao governo Bolsonaro

Título original: "A oposição".

Engana-se quem pensa que a oposição será o PT. Talvez seja apenas a oposição mais evidente, mais barulhenta, mais exposta com suas ameaças. Nisso, o PT parece que vai estar acompanhado pela PSOL e seus coadjuvantes do MST e MTST, e só. Pelo que se tem visto, o PDT, o PSB, o PC do B, o PTB, querem ficar um pouco distantes, porque perceberam o quanto as urnas revelaram de antipetismo – e não querem também ser alvo dessa onda. Pois bem; o PT vai fazer oposição, mas certamente não será essa a resistência que mais vai dar trabalho ao governo.

A mais forte oposição será silenciosa, sub-reptícia, forte, eficiente, de todos os que não querem perder privilégios, mamatas, garantias, direitos adquiridos mas não merecidos. É aquele pessoal convicto de que conquistou a boquinha e já tem estabilidade nela. Gente que está tanto dentro do estado como fora dele.

CLIQUE AQUI para ler tudo.

Esta gaúcha de Porto Alegre foi embora para os EUA, formou-se médica e se elegeu deputada em Minnesota

Nesta competente reportagem da jornalista Débora Fogliatto, o site Sull21, Porto Alegre, conta  a história da gaúcha Alice Mann, gaúcha de Porto Alegre que foi embora para os Estados Unidos em junho de 1988 e atualmente é deputada estadual em Minnesota.

Leia a reportagem:

Alice chegava aos Estados Unidos com seus pais e irmãos, aos oito anos de idade. Natural de Porto Alegre, ela cresceu em Minnesota, tornou-se médica especialista em saúde da família e, na semana passada, foi eleita uma das 134 integrantes da House of Representatives — semelhante às Assembleias Legislativas brasileiras — do Estado, onde vive com seu marido e os três filhos.

Integrante do Partido Democrata, Alice Mann tem como principal bandeira a defesa de um sistema de saúde acessível para todos, também se engajando a favor de um maior controle na regulação de armas e defendendo mais igualdade social. Durante a campanha, foi uma das candidatas apoiadas pelo ex-presidente Barack Obama. Ela recebeu 40 mil votos e foi eleita como a deputada representante de seu distrito, composto pelas cidades de Lakeville e Burnsville.

CLIQUE AQUI para ler mais.

Feira do Livro termina hoje em Porto Alegre.Vá visitar e comprar.

Termina hoje a 64a. Feira do Livro de Porto Alegre.

Vale a pena ir até a Praça da Alfânega e participar do evento, o maior do País no gênero.

Folha, agora, mira suas armas contra nova ministra da Agricultura

A deputada é coordenadora da Frente Parlamentar da Agropecuária.

Depois de passar a semana tentando comprometer o ministro Onyx Lorenzoni e o presuntivo chanceler Araújo, a Folha de S. Paulo deste domingo mudou de alvo.

Os ataques foram, agora, assestados contra a futura ministra da Agricultura, Tereza Cristina, acusada de manter parceria com a JBS em terras da família, para quem teria conseguido aprovar incentivos fiscais no Mato Grosso do Sul.

Tereza Cristina foi secretária da Agricultura do governador Pucinneli entre 2007 e 2014.

CLIQUE AQUI para ler a reportagem.

Envolvido no escândalo da Odebrecht, ex-presidente Alan Garcia é proibido de sair do Peru


CLIQUE AQUI para ler esta extensa reportagem investigativa, documentada, sobre o escândalo do metrô do Peru. A reportagem mostra até em vídeos, as confissões secretas de Jorge Barata, ex-superintendente da Odegbrecht no Peru, como também de Luiz Mameri, ex-líder da Odebrecht para America Latina e Angola. Eles contam como subornaram as autoridades do Peru.



A justiça peruana proibiu, neste sábado, que o ex-presidente Alan García saia do país durante 18 meses, depois que a procuradoria ampliou uma investigação por supostos subornos pagos pela construtora brasileira Odebrecht. Se for condenado, Garcia pegará 11 anos de cadeia.

O procurador Pérez, especializado em delitos de corrupção, investiga supostas irregularidades na licitação para a construção da linha 1 do metrô de Lima durante o segundo mandato de García (2006-2011). A obra foi da Odebrecht, conduzida a Lima pelo governo lulopetista e financiada pelo BNDES. 

O Peru é um dos países mais afetados pelo escândalo de corrupção da Odebrecht, que admitiu ter pago US$ 29 milhões em subornos ao longo de três governos peruanos, incluindo o segundo de García.

Bolsonaro ironiza restrições à internet em Cuba

O presidente eleito Jair Bolsonaro resolveu tripudiar sobre a falta de liberdade em Cuba e neste sábado postou mensagem no seu Twitter para ironizar as restrições ao uso da internet no País.

Graças a Deus temos a internet para ter informação e desenvolvimento!

Recomendado - Panetones artesanais de alta qualidade. Porto Alegre.

Porto Alegre.

Encomende agora mesmo, domingo.

Panetones artesanais com nozes, amêndoas, castanhas, passas e frutas cristalizadas. Peso: 600 gramas.

R$ 58,00+R$ 10,00 de taxa de entrega em Porto Alegre.

É na Artezanalle. 
Porto Alegre.

Ligue para 99496.4033 (celular e WhatsApp).

Veja mais produtos par Natal e suas festas:
http://www.artezanalle.com/

Lula recebe uma visita a cada oito horas


Em seis meses de prisão, o réu condenado por corrupção e lavagem de dinheiro Luiz Inácio Lula da Silva recebeu 572 visitas em sua cela especial na Polícia Federal em Curitiba (PR).

Os números são do Estadão de hoje.

Isto significa que Lula recebeu a média de uma visita a cada oito horas, considerando-se as 24 horas do dia.

Não existe caso igual no mundo.

PT diz que gastou 15 vezes mais do que Bolsonaro para derrotar Fernando Haddad


Nas declarações de desembolsos durante a campanha presidencial, o PT informou gastos de R$ 37,5 milhões e Bolsonaro declarou gastos R$ 2,5 milhões.

Os números finais foram entregues ao TSE. 

Atraso nos salários provoca greve no frigorífico Sufrigo, Júlio de Castilhos


Sem receber os salários de outubro até agora, os trabalhadores do frigorífico Sufrigo, Júlio de Castilhos, RS, entraram em greve nesta sexta-feira.

A greve envolve 200 trabalhadores, que pararam tudo, inclusive a entrada e saída de caminhões do parque da empresa.

A empresa avisou que vai pagar os salários até as 13h desta segunda-feira, mas não honrou os compromissos anteriores.

Bolsonaro irá a SP para exames médicos no Einstein

Bolsonaro poderá viajar esta semana para São Paulo. Bolsonaro deverá ser submetido a uma bateria de exames, no Hospital Albert Einstein, para preparar a retirada da bolsa de colostomia.

A cirurgia para remoção da bolsa está prevista para 12 de dezembro.

Saiba o que Bolsonaro fará em Brasília a partir de terça-feira


O presidente eleito Jair Bolsonaro viajará terça-feira para Brasília, onde permanecerá até quinta-feira. Na agenda de compromissos estão conversas com o ministro da CGU, Wagner Rosário, a procuradora-geral da República, Raquel Dogde, e visita ao Tribunal de Contas da União (TCU), além de reuniões no gabinete de transição. Está prevista também a participação de Bolsonaro no fórum de governadores do Nordeste. 

Em relação à CGU, o presidente está inclinado a transferir suas atividades para o superministério da Justiça e Segurança Pública.

Na quarta-feira, Bolsonaro deverá se reunir com os governadores eleitos e reeleitos do Nordeste. 



Domingo será dia de chuvas no RS


Porto Alegre, 8h30min, 22 graus

O domingo abriu com chuva na maioria das regiões entre a madrugada e de manhã, especialmente na Metade Norte, inclusive Porto Alegre. 

A partir do meio dia o tempo melhora em boa parte do RS, inclusive em Porto Alegre.

O começo da semana será de madrugadas frias.


A chuva, que chegou ao Rio Grande do Sul neste sábado, fez com que ao menos três cidades registrassem mais de 100 mm de precipitação.