Século XXI, o século do Judiciário

Eis o que diz o presidente do STF, Ricardo Lewandowsky, que presidirá o julgamento de Dilma Roussef no Senado:

- O século 19 foi do legislativo, o século 20 do Executivo e o 21 do Judiciário.

E ?

10 comentários:

  1. E... O Judiciário deixará de ser reativo, burocrático, benevolente de bandidos, relativista, pessoalista, imoral e nobre, passando a ser, por iniciativa dos próprios juízes (a começar pelos ministros):

    Proativo, antecipando-se aos problemas e participando da solução ao invés de esperar ser provocado e prejudicar o andamento das ações acusando erros que poderiam ter sido evitados;

    Célere, simples, diminuindo custos e abreviando subsistemas;

    Preocupado com a segurança do cidadão de bem, evitando que estejam nas ruas bandidos com extensa folha e várias entradas na polícia; obrigará as autoridades do Executivo e Legislativo a manter presídios em quantidade e condições mínimas, através do trabalho obrigatório dos presos, arrestos e prisão das autoridades omissas;

    Julgará sob a égide da realidade do povo brasileiro, considerando as condições das pessoas de bem e não da vitimização de canalhas ricos e pobres;

    Impessoal, entretanto considerando a maior gravidade pelo esclarecimento e poder do agente, o que não significa justificar os crimes pela falta de vontade de estudar e trabalhar em funções menores.

    Preocupar-se-á doravante com casos emblemáticos, por exemplo impedindo a liberação de assassinos dos pais por conta do dia das mães, impedindo a progressão de regime ou soltura de psicopatas, de reincidentes, agindo para impedir a nomeação política de parentes ou não sem experiência e mérito para cargos elevados etc.

    Juízes deixarão de receber salários e vantagens como auxilio moradia acima de 35 mil reais mensais aos valores de hoje, deixarão de ser aposentados com todas as vantagens ao cometerem crimes, passarão a cumprir obrigatoriamente estágio após o concurso, com no mínimo 90 dias de trabalho diurno e 40 dias de trabalho noturno divididos pela PM, PF, PC, BM, GM, PRF um presídio e MP, objetivando contato com a realidade e por conseguinte com o povo atingido pelas suas decisões.

    Se foi isso que ele quis dizer, pra começar, então o século será realmente do Judiciário.

    ResponderExcluir

  2. A REPÚBLICA é eficiente quando existe um equilíbrio entre os três poderes: Executivo, Legislativo e Judiciário. Existe a CONSTITUIÇÃO que define o ordenamento jurídico e ao STF, dentro de suas atribuições, cabe interpretar e traduzir o que nela está dito e qual foi a intenção dos legisladores que a gestaram.
    Torna-se temerário quando, o STF passa a criar chicanas sobrepondo-se ao que está previsto na CONSTITUIÇAO FEDERAL. A isto chamamos JURISTOCRACIA. Assistam o vídeo abaixo e entendam.


    https://youtu.be/9pRPwq4DlOo

    ResponderExcluir
  3. E o 22 do povo brasileiro?

    ORA, terra do advogado vai se esgotar rapidamente, não chega na metade do 21, NÃO HÁ COMO compatibilizar JUDICIALIZAÇÃO com PRODUÇÃO.

    Ou a PRODUÇÃO DE RIQUEZAS ou a JUDICIALIZAÇÃO! JUIZES dentro da produção matará empreendimentos, seremos então uma nova INDIA. A India que Alvares Cabral procurava chegará desta forma.


    ResponderExcluir
  4. Isso é o que ele deseja...

    ResponderExcluir
  5. Democracia sem equilíbrio entre os três poderes?

    ResponderExcluir
  6. ....e tá se achando esse Lewandowski.

    ResponderExcluir
  7. É o século da imundicie do judiciário.
    O gilmar mendes está há muito tempo sentado em cima do julgamento do plano verão do collor. Um dos que me roubaram um monte na taxa de inflaçao.
    E não tem prazo para sair de cima o fdp.
    Tudo deveria ter prazo, ai acabaria essa coisa de prescrever.

    ResponderExcluir
  8. O Século XXI será o Século do conhecimento, isso é Bíblico . Século XIX foi o século da Industrialização, Século XX, Século do Capital x Trabalho e o Século XXI será o Século do conhecimento, o desenvolvimento das pessoas e das tecnologias que avançarão em ritimo alucinante . País que não dominar o conhecimento ficara relegado ao segundo plano, o mesmo acontecerá para os partidos da esquerda retrógradas que não dominam às ciências e as formas modernas de Governança.

    ResponderExcluir
  9. AquelaS polacas que vieram ao Brasil trabalhar na mais antiga profissão deixaram por aqui muitos descendentes....

    ResponderExcluir

Prezado leitor: o seu comentário é de sua exclusiva responsabilidade, conforme dispõe o Marco Civil da Internet. O fato de ser utilizado o anonimato, não o exime de responsabilidade, porque a qualquer momento seu IP pode ser levantado judicialmente e a identidade do autor surgirá de maneira clara. O editor apenas disponibiliza sua via, sua estrada, para que o leitor utilize-a, mas não tem qualquer responsabilidade em relação aos conteúdos aqui disponibilizados.