Governo da Itália saúda ajuda de Bolsonaro no caso Battisti

O presidente Jair Bolsonaro e o ministro do Interior da Itália, Matteo Salvini, conversaram ontem por telefone e pelas redes sociais.


Depois de almoçar com ministros, ontem, Bolsonaro respondeu o ministro do Interior italiano, Matteo Salvini, por meio de sua conta no Twitter. 

Os 2 conversaram por telefone pela manhã. Salvini agradeceu a colaboração de Bolsonaro no caso de Battisti.

Registrou nota divulgada por Bolsonaro:

“[Salvini] agradeceu o empenho do Brasil em solucionar o caso Battisti, ressaltando que sem a intervenção do presidente Bolsonaro a extradição não teria se concretizado.

Na sua postagem pelo Twitter, Salvini sublinhou a conversa que teve com o presidente e agradeceu os esforços do Brasil para deportar Battisti.

11 comentários:

  1. TA BOM JÁ DEU ISSO É UMA PAGINA VIRADA E FINITO.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Batalhamos durante anos a devolução do cidadão para a Itália...
      Finalmente o meliante está na Itália e a turma do "Perentóriamente " não quer que a gente comemore?
      Sem esta ...
      VIVA !!! VIVA!!! VIVA !!!

      Excluir
  2. A presença de Bolsonaro inibiu a cana*lha rede de proteção Internacional que as esquerdas criaram. Uma coisa curiosa, isto não é formação de quadrilha internacional? Por que as esquerdas são poupadas do mesmo tratamento que os nazistas receberam após a II grande guerra, se os crimes contra a humanidade por eles cometidos foram bem mais volumosos do que os do nazismo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seu comentário é nota dez e sua pergunta vale um milhão de dólares. Vou arriscar uma resposta: porque os comunistas/globalistas mandam no mundo e controlam o dinheiro em circulação através dos bancos centrais, das instituições financeiras, das bolsas de valores, do comércio exterior. Além disso, países comunistas detêm a tecnologia de bombas de destruição em massa, ou os laboratórios que criam armas químicas e biológicas etc. O capitalismo e a liberdade existentes em nações democráticas sempre estarão ameaçadas pelos regimes socialista/comunista. Pelo menos tem sido assim há mais de um século. O muro de Berlim caiu há 30 anos mas a Guerra Fria só fez uma plástica facial. Battisti ainda tem muita proteção da esquerda internacional, inclusive no Brasil.

      Excluir
  3. Que bom, então já podemos mandar de volta pra Itália o terrorista incendiário achilli lolló embrulhado em papel de presente padrão zebra. Os italianos ficarão felizes se colocarem uma peça de mortadela recheando a prenda, bem empalado, pelo ânus.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os crimes de Lollo infelizmente já prescreveram. A Itália já reconheceu a prescrição. Mas parece que há outros terroristas italianos que escolheram o Brasil para viver uma vida boa e sem cumprir pena por seus crimes.

      Excluir
  4. Devem ser nazistas no governo lá também...

    ResponderExcluir
  5. estão vindo para o Brasil conhecer bolsonaro, muitos italianos

    ResponderExcluir
  6. Lá se vão 40 anos no Brasil, terra hospitaleira...

    ResponderExcluir

Prezado leitor: o seu comentário é de sua exclusiva responsabilidade, conforme dispõe o Marco Civil da Internet. O fato de ser utilizado o anonimato, não o exime de responsabilidade, porque a qualquer momento seu IP pode ser levantado judicialmente e a identidade do autor surgirá de maneira clara. O editor apenas disponibiliza sua via, sua estrada, para que o leitor utilize-a, mas não tem qualquer responsabilidade em relação aos conteúdos aqui disponibilizados.