Equipe de transição será ampliada. Definições começarão a sair na semana que inicia.

As reuniões da equipe de transição do governo Bolsonaro poderão ser incrementadas esta semana, mediante a nomeação dos 23 integrantes que ainda não completaram o quadro de 50 luas pretas.

Esta semana as sessões foram de aproximação, mas a partir de segunda-feira começarão a sair os organogramas finais da reforma administrativa, que resultarão na redução do número de ministérios, dos 31 atuais para 18, além de mudanças de domínio de estatais e outros órgãos públicos.

Os ministros já indicados por Bolsonaro, inclusive Sérgio Moro e Paulo Guedes, os dois superministros, participaram de todas as reuniões da semana.

Bolsonaro voltará a Brasília esta semana e poderá bater o martelo sobre a questão do ministério, talvez até indicando outros nomes, como o do ministro da Saúde

2 comentários:

  1. UM CAPITÃO QUE ATUA COMO UM GENERAL COM UM EXÉRCITO MAMBEMBE...


    BOLSONARO ESTÁ COMO OS AMERICANOS NA SEGUNDA GUERRA MUNDIAL: UMA TROPA NOVA EM FOLHA, BEM TREINADA, BEM INTENCIONADA E MOTIVADA, MAS QUE FOI ESMAGADA PELOS VETERANOS DA WERMACHT!


    BOLSONARO GANHOU A BATALHA ELEITORAL, mas está montando um exército composto por uma tropa absolutamente despreparada para a guerra que vai ter no Congresso...

    Bolsonaro está cercado de amadores, e as raposas irão triturá-lo no Congresso Nacional...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já vimos do que "eles" são capazes na semana passada.

      Excluir

Prezado leitor: o seu comentário é de sua exclusiva responsabilidade, conforme dispõe o Marco Civil da Internet. O fato de ser utilizado o anonimato, não o exime de responsabilidade, porque a qualquer momento seu IP pode ser levantado judicialmente e a identidade do autor surgirá de maneira clara. O editor apenas disponibiliza sua via, sua estrada, para que o leitor utilize-a, mas não tem qualquer responsabilidade em relação aos conteúdos aqui disponibilizados.